Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Estamos preparados para o jogo

Valdia Kambata - 21 de Março, 2019

O tcnico luso diz que o grupo s suas ordens tem potencial para ultrapassar o adversrio de amanh

Fotografia: kindala Manuel | EDIES NOVEMBRO

O seleccionador nacional de futebol de Sub-23, Pedro Gonçalves, garantiu ontem, após a penúltima sessão de treino da semana, que tem o grupo preparado para fazer um bom resultado no jogo de amanhã, às 16h00, no estádio 11 de Novembro, diante da África do Sul, referente à primeira mão da penúltima eliminatória de acesso ao Campeonato Africano das Nações (CAN), com sede no Egipto, este ano, prova qualificativa aos Jogos Olímpicos de 2020, no Japão. 

\"Dentro de uma perspectiva de qualificação, jogada em duas mãos, sendo a primeira aqui  em nossa casa, onde queremos nos afirmar, diante do nosso adversário que tem ideias mais claras e com jogadores a actuarem em campeonatos profissionais de alto nível. Ainda assim, estamos convictos que iremos ultrapassar essa barreira. O grupo está apto para o jogo\", disse.

O técnico luso diz que o grupo às suas ordens tem potencial para ultrapassar o adversário de amanhã, aliás, a principal meta dos Palanquinhas.  \"Os nossos jogadores sabem que para atingirem altos níveis tem que ultrapassar estas barreiras. Portanto, é com este espírito que queremos encarar o desafio da primeira mão, primeiro, sabendo que esta qualificação é a duas mãos\", disse.Os Palanquinhas trabalharam até terça-feira última, em regime bi-diário, com intuito de acelerar o ritmo competitivo dos jogadores, pois a equipa técnica sabe que jogar com os sul-africanos não é tarefa  fácil.  

\"Queria ter mais tempo, mas por causa dos regulamentos FIFA, os jogadores só puderam estar disponíveis a partir do dia 18 e temos que respeitar. Isso é uma situação que afectou o colectivo e o nosso adversário. Ao longo destes quatro dias, procuramos condensar um conjuntos de conteúdos, recuperar aquilo que trabalhámos em Novembro e aproveitar aqueles atletas que estão a jogar e que têm um bom ritmo competitivo para encarar os desafios com está simbiose que estamos a criar no seio da equipa\", referiu o seleccionador. 

PRIMEIRA MÃO
Palanquinhas aptos para os Bafana

A equipa técnica nacional de Sub-23, encabeçada pelo luso Pedro Gonçalves, tem à disposição 25 jogadores, seis dos quais actuam no estrangeiro, para o assalto a penúltima eliminatória de acesso ao CAN do Egipto, este ano, prova que apura os representantes africano aos Jogos Olímpicos de 2010, em Tóquio, Japão. 

Do estrangeiro, o seleccionador nacional depositou confiança ao guarda-redes Carlos Peixito (FC Porto), o médio Aldair Ferreira (Vilaverdense de Portugal), os avançados Daniel Liberal (US Fermana, da Itália), Felício Milton e Chico Banza (Marítimo) e João Bachiesa (Desportivo de Chaves).  

A lista completa dos jogadores que trabalham às ordens Pedro Gonçalves para o duplo compromisso com os sul-africanos é a seguinte: guarda-redes Agostinho Calunga (FC Bravos do Maquis), Carlos Peixoto (FC Porto), Nsesani Simão (1º de Agosto) e João do Nascimento “JB” (Sagrada Esperança).

Defesas: Danilson, Diógenes (Petro de Luanda), Nandinho (Progresso Sambizanga), Quinito (Interclube), Gaspar (Sagrada Esperança), Mona (Caála) e Rafa (Kabuscorp do Palanca)

Médios: Além, Pedro Agostinho (Petro de Luanda), Aldair Ferreira (Vilaverdense), José Afonso (FC Bravos do Maquis), Mário (1º de Agosto) e Messias (ASA)

Avançados: Coxi (Cuando Cubango FC), Daniel Liberal (US Fermana), Felício Milson, Chico Banza (Marítimo), Jaredi (Libolo), João Bachiesa (Desportivo de Chaves), Melono Dala e Zito Luvumbo (1º de Agosto).

Para chegar à penúltima fase da competição, a Selecção Nacional beneficiou da desistência da Namíbia, que segundo o site da Confederação Africana de Futebol (CAF), que cita fonte da Federação Namibiana, a decisão deve-se a razões financeiras, enquanto que os sul-africanos estiveram isentos na fase anterior.