Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Estou preparado para este desafio

Jorge Neto - 28 de Dezembro, 2017

Tcnico do 1 de Agosto foi apresentado ontem ao plantel

Fotografia: Edies Novembro

O técnico sérvio Zoran Maki foi apresentado ontem de manhã ao plantel do 1º de Agosto, ao RI-20, numa cerimónia simples que serviu para a abertura das oficinas e a interação dos novos com os antigos atletas que vão fazer parte da equipa para a época de 2018, em que os campeões nacionais sob agenda no calendário quatro competições, Supertaça, eliminatórias de acesso à Liga dos Clubes Campeões, Girabola Zap e Taça de Angola.
O novo timoneiro do conjunto militar vai ter à disposição um plantel de 31 atletas, número superior em relação ao do ano passado, de modos a ter mais opções face às provas em que está inserido, e para acautelar casos de castigos e lesões.
Zoran Maqui regressa à casa que bem conhece, por isso, admite estar à vontade para assegurar que está a preparar-se para assumir o desafio de orientar os rubro - negros nos próximos dois anos.
\\\"Estou aqui há sete anos, conheço muito bem o futebol angolano e as equipas,  estou preparado para este desafio. Foi um grande orgulho ter recebido o convite, desde já agradeço ao presidente Carlos Hendrick por me  dar a oportunidade de treinar a melhor equipa de Angola\\\", disse durante uma entrevista concedida à página oficial do clube no Facebook.
Reconhece ser uma grande responsabilidade tomar conta dos destinos da equipa agostina, e que tudo vai fazer para atingir os objectivos em todas as frentes em que estiver inserido.
\\\"É uma grande responsabilidade e uma fasquia muito alta. Recebemos o 1º de Agosto na condição de bi-campeão e temos quatro frentes. A primeira, é já na Supertaça no dia 4 de Fevereiro, temos a pré-eliminatória da Liga dos Campeões, Girabola e Taça de Angola.\\\", defendeu.
De acordo com o técnico, as condições postas à disposição dão garantias de fazer bons resultados na época que se avizinha. \\\"Tenho um plantel extremamente forte, e ainda reforçamos mais. Temos todas as condições para as quatro frentes, que vai ser bastante difícil\\\", assumiu.
\\\"Precisamos de uma pré-época muito boa e de alto nível para encararmos logo a primeira final, que vai ser no dia 4 de Fevereiro com o Petro, na Supertaça  e a seguir no dia 9 ou 10, a primeira pré-eliminatória em que queremos fazer boa figura. O ano passado com o Sagrada Esperança cheguei aos quartos -de -final da Taça Nelson Mandela\\\", disse.


ÉPOCA 2018
Militares
dispensam
cinco jogadores


O clube 1º de Agosto dispensou cinco jogadores, os avançados Rambé e Diogo Rosado, o médio defensivo Manucho Dinis, o defesa -central Sargento e o guarda-redes Coio.
O cabo-verdiano melhor marcador da equipa, com 12 golos (11 no Girabola Zap e um na Taça de Angola), não teve o sinal positivo da direcção do clube para renovar, o mesmo aconteceu ao avançado português Diogo Rosado (dois no Girabola Zap e dois na Taça de Angola).
O jogador mais antigo do plantel agostino, o médio defensivo Manucho Dinis, deixa o clube por não entrar nas contas do técnico Zoran Maki, enquanto o defesa -central Sargento viu o ciclo rubro -negro terminar. 
Em sentido oposto, entraram quatro jogadores como reforços: o avançado congolês democrático Jacques, o avançado burundês Fiston, o defesa -central nigeriano Yisa e o  guarda -redes internacional angolano Neblú.
Os 31 jogadores que compõem o plantel, são:  Massunguna, Bobó, Yisa, Isaac, Bille, Natael, Macaia, Show, Paizo, Buá, Vanilson, Guelor, Paizo, Ibukun, Bonifácio, Jacques, Catraio, Nelson, Geraldo, Meda, Macaia Gogoró, Catraio, Vado, Fiston, Mário, Cirilo, Nsinsany, Tony, Neblú e Julião.



1º DE AGOSTO
Técnico espera manter
a filosofia da equipa


Zoran Maki mostrou-se em sintonia com o plantel à disposição, pois como referiu, conhece os atletas e espera dar continuidade ao trabalho do anterior treinador, à procura de melhores resultados e de boa prestação nas provas em que estiverem engajados.
\"Tenho algum conhecimento, vamos continuar o trabalho que o meu amigo Dragan Jovic fez, e muito bem. Quero continuar o trabalho das camadas jovens,  apostar em alguns jogadores para a primeira equipa, com o objectivo de fazer resultados ainda melhores do que no ano passado\", frisou.
De seguida acrescentou, que \"vou manter a mesma filosofia do 1º de Agosto, cada jogo ir para ganhar, independentemente de onde se jogar, em Luanda ou fora. Esta, é a mesma filosofia que temos de continuar e fazer melhores resultados\", explicou.
O técnico reconhece que a pressão num clube com a dimensão do 1º de Agosto é enorme, ainda assim, sente que está em condições de seguir em frente e alcançar os resultados que todos anseiam.
\"A pressão é normal. A equipa é bi -campeão, já passei aqui, conheço os adeptos que são exigentes e querem sempre ganhar troféus. É um clube com uma fasquia bastante alta\", concluiu o timoneiro militar.