Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Evale FC do Cunene em greve

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 15 de Agosto, 2013

A equipa do Evale do Cunene está em greve desde segunda-feira eapós o regresso de Benguela nunca mais voltou aos treinos

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os jogadores do Evale FC do Cunene, equipa que disputa o Zonal de Apuramento ao Girabola do próximo ano, estão em greve desde a passada segunda-feira, como forma de reivindicar o pagamento dos salários em atraso, soube ontem o Jornal dos Desportos do técnico Abel da Conceição. Abel da Conceição esclareceu que os jogadores decidiram paralisar os trabalhos após o jogo diante da Académica do Lobito, pontuável para a quarta jornada do campeonato, em que o conjunto do Cunene perdeu por 0-1.

O técnico do Evale FC fez saber que os jogadores que actuam no plantel desde a época passada, não recebem os seus salários há dois meses, enquanto os novos atletas estão desde Maio sem os seus ordenados.Avançou entretanto, que essa situação pode pôr em risco a realização do jogo do próximo domingo, no estádio 11 de Novembro, no Lubango, diante do Nacional de Benguela, referente à quinta (última) jornada da primeira volta.

“A equipa do Evale do Cunene está em greve desde segunda-feira. Desde o nosso regresso de Benguela nunca mais treinámos. Hoje (ontem) entrámos no terceiro dia sem treinar. Os atletas decidiram não treinar, enquanto aguardam pelo pagamento dos seus salários. Eu posso dar treinos, mas a quem dar? Eis a questão. Se os jogadores não querem retomar os trabalhos sem que seja liquidado os seus ordenados, não posso fazer nada”, explicou.

Abel da Conceição afirmou que por esse motivo, os jogadores acharam por bem paralisar o trabalho para ver se a direcção do clube consegue resolver essa situação. Afiançou ao declarar que os atletas são humanos e muitos deles chefes de famílias. Por isso, ninguém aceita trabalhar sem nenhuma recompensa.“Os jogadores, à semelhança de outros profissionais, têm famílias, por isso não aceitam trabalhar sem contrapartidas. Todos na equipa estão preparados para regressar ao trabalho, mas a direcção tem de resolver o problema. Esta (grave) foi a forma que eles (atletas) encontraram para fazer valer os seus direitos”, sustentou.

AVALIAÇÃO
Técnico considera negativa
prestação na primeira volta


A primeira volta do Zonal de Apuramento ao próximo Girabola, que se disputa no domingo, foi considerada negativa pelo treinador do Evale FC do Cunene, Abel da Conceição, em função dos resultados obtidos nessa fase da competição.  De acordo com o técnico, apesar do balanço negativo, tudo ainda está em aberto na competição, pois acredita que a equipa que orienta tem condições para fazer uma excelente segunda volta.  Abel da Conceição disse confiar nos jogadores que fazem parte do plantel do Evale FC do Cunene e que o mau momento que atravessam nada têm a ver com as suas qualidades, mas com factores alheios ao treino desportivo.

“A primeira volta, para mim como treinador, é negativa. Mas tudo ainda está em aberto porque o primeiro classificado da nossa série (B) só somou ainda oito pontos e nós três. Vamos disputar três jogos seguidos em casa e ai podemos completar 12 pontos. Sei que se resolverem o problema salarial dos jogadores, acredito na capacidade da minha rapaziada para ganhar essa série. Confio plenamente nos jogadores”, disse. Salientou que em termos estatísticos, a equipa do Evale sofreu quatro golos e marcou seis. Para ele, isto quer dizer que tem capacidade para fazer uma boa segunda volta na Segundona.

“Apenas alguma coisa não está a correr bem. Agora quem fica desde a época passada sem receber um ordenado e consegue fazer o que faz, é de louvar e elogiar esses miúdos”, destacou Abel da Conceição.O Evale FC do Cunene, representante das terras do Rei Mandume no Zonal de Apuramento ao Girabola de 2014, compete na série B com as formações do Petro Atlético do Huambo, Benfica do Lubango, Nacional de Benguela, Académica do Lobito e Jacky Garcia de Benguela.

CONFIANÇA
“Podemos subir ao Girabola”


O treinador principal da equipa do Evale do Cunene, Abel da Conceição, assegurou ontem, no Lubango, em entrevista ao JD, caso a direcção do grémio evalista liquidar a dívida que tem com os atletas, vão ter condições para ascender ao Girabola do próximo ano.Abel da Conceição não só espera fazer um bom resultado no desafio do próximo domingo, no Lubango, diante do Nacional de Benguela, para o fecho da primeira volta, como nas demais partidas por disputa na competição.Argumentou que o facto de estar na última posição do grupo B, com três pontos, isto não o preocupa.Garantiu confiar na capacidade dos seus jogadores de fazer uma reviravolta na tabela de classificação.

“Se a direcção do clube conseguir resolver esse problema (falta de salários) que afecta psicologicamente os jogadores, podem ter plena certa e confiança que vamos ser capazes de ascender à primeira divisão do próximo ano. Apontem o que estou a dizer aqui, não estou a falar em vão. Estou a dizer, porque tenho confiança nos meus atletas e no trabalho que desenvolvo nessa equipa do Evale”, prometeu.       AU