Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Evitar surpresas

Jorge Neto - 15 de Fevereiro, 2018

Rubro e Negros confiantes em transporo obstculo rumo fase de grupos

Fotografia: Kindala Manuel| Edies Novembro

A equipa do 1º de Agosto partiu ontem às 13h00 para Harare, com escala em Joanesburgo, para disputar o jogo da segunda mão com a formação do Platinium do Zimbabwe, referente a preliminar de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões, que se realiza no próximo dia 21, no estádio Mandava, na cidade Zvishavane.
Os campeões nacionais têm na bagagem uma vitória de 3-0, que conquistou no passado dia 11 no Estádio 11 de Novembro, os ­jogadores estão confiantes numa boa prestação em casa do adversário.Antes do embarque, o conjunto militar realizou no período da manhã uma sessão de treinos, no Estádio França N\'dalu, onde a equipa técnica aproveitou para trabalhar na melhoria dos aspectos defensivos e ofensivos.
O técnico sérvio Zoran Maki pretende que os atletas mantenham a concentração que tiveram no jogo da primeira mão, apesar do último reduto ter sido pouco importunado. A melhoria da finalização foi outro aspecto que ­mereceu a atenção do bósnio.
O conjunto rubro - negro antecipou à deslocação ao Zimbabwe, por haver só um voo semanal para aquele país.  Segundo o técnico - adjunto, Ivo Traça, o 1º de Agosto vai aproveitar os dias que antecedem o jogo para ambientar-se ao clima que se vive naquelas paragens.
O vice - presidente para o futebol do 1º de Agosto, Paulo Magueijo, reforçou que antes de rumarem para a cidade de Zvishavane, palco do jogo, vão instalar-se em Harare, para realizarem quatro treinos.
\"Nós viajamos hoje (ontem) mais cedo, para ficarmos na cidade de Harare, para fazermos quatro treinos, porque na cidade onde vamos jogar não há campos de treinos. Quando chegarmos ao local do jogo, podemos fazer só mais um treino, conforme a agenda de preparação da equipa técnica\",  disse o dirigente agostino.
O grupo partiu confiante na qualificação, dada a vantagem de tês golos. Ainda assim, está consciente que a jogar em casa, o adversário vai complicar ao máximo o objectivo dos campeões nacionais.


PLANTEL
Equipa técnica
mantém confiança


O técnico, Zoran Maki, levou para o Zimbabwe os mesmos 18 jogadores convocados para o desafio da primeira mão da eliminatória com o Platinium, deposita total confiança no grupo que tem à disposição.
O lateral esquerdo Paizo, por lesão, continua a ser uma baixa para os campeões nacionais, depois de falhar o primeiro desafio. O treinador mantém a confiança em relação aos disponíveis.
De resto, o jogo disputado em Luanda não deixou mossa no conjunto militar, que tem com o grupo completo e sem limitações para carimbar o passe para a fase seguinte. 
Os destaques recaem nos autores dos três golos marcados pelos rubro - negros, Mongo (1) e Jacques (2), jogadores cujos adeptos depositam fortes esperanças no jogo de resposta. 
Estão convocados: Neblú e Tony Cabaça - Isaac, Dany Massunguna, Bobó, Natael, Mingo Bile, Yisa, Chow, Mongo, Ibukun, Macaia, Búa, Nelson da Luz, Gogoró, Geraldo, Jacques e Fofó.        
JN

 

TRIBUNAL  ARBITRAL
1º de Agosto pondera
interpor  recurso


O 1º de Agosto pretende interpor recurso junto do Tribunal Arbitral do Desporto, em função dos castigos aplicados aos seus jogadores pela Federação Angolana de Futebol (FAF), apurou ontem à Angop de fonte oficial.
De acordo com o advogado do clube militar, Arlindo Almeida, esta decisão segue-se à sentença do conselho jurisdicional que considerou improcedente o recurso apresentado, após o castigo de 70 dias aplicado pelo Conselho de disciplina da FAF.
‘’Vamos recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto para que se faça a justiça. Pensamos que houve uma infracção grave cometida pelos órgãos jurisdicionais da FAF. Neste sentido vamos pedir se é possível o tribunal suspender o castigo até uma decisão final e que os jogadores possam ser utilizados’’ – informou.
De acordo com o advogado, antes de se dar entrada do recurso ao tribunal, o documento será primeiro traduzido para uma linguagem técnica, porque contém um conteúdo jurídico, para não se induzir ninguém a erro. Será antes remetido a FAF que irá submetê-lo ao tribunal.
‘’Precisamos ter aqui um Tribunal Arbitral para solução destas situações e tantas outras. Já devíamos ter, mas infelizmente não temos ainda’’ - realçou.
Os jogadores suspensos são o \"capitão\" da equipa Dani Massunguna, Paizo, Nelson da Luz, Geraldo, Natael e Show, todos integrantes da equipa base da formação \"militar\", actual bi-campeã nacional, por não terem participado no Campeonato Africano ‘’CHAN2018’’, reservado a jogadores que evoluem nos respectivos países.
O Conselho de disciplina havia sancionado com 70 dias nas provas sob égide da FAF. Após o recurso do clube, o Conselho jurisdicional reduziu os castigos de Dani Massunguna (50 dias), Nelson da Luz, Geraldo, Paizo (50), enquanto Natael viu agravada para 75 dias.
Ainda assim, a direcção da formação militar pretende recorrer da decisão do órgão reitor do futebol nacional em defesa dos seus interesses e poder assim contar com os seus jogadores no jogo de estreia do campeonato nacional da primeira divisão, época 2018.