Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

FAF pressiona clubes devedores

Betumeleano ferrao - 10 de Maio, 2018

Palanquinos na mira da FIFA por divida com Rivaldo

Fotografia: Santos Pedrol | EDIES NOVEMBRO

A Federação Angolana de Futebol \"FAF\" promete \"pressionar\" os clubes que tenham incumprimentos contratuais com atletas e treinadores, cujos casos foram remetidos pelos lesados à FIFA, revelou ao Jornal dos Desportos,  o presidente do Conselho de Disciplina da FAF, José Carlos Miguel.
\"Se não pressionarmos, nós é que seremos sancionados pela FIFA. E, se a Federação for castigada, corremos o risco de sermos retirados de todas as provas oficiais\", argumentou.
A entidade máxima do futebol mundial está recebido nos últimos tempos  queixas de treinadores e de atletas, com o mesmo motivo de sempre, dívidas que se arrastam há anos.
O organismo que rege a modalidade, além de dar razão aos queixosos, também orienta a FAF à aplicação de sanções a quem não paga. \"Ou pressionamos ou passamos uma imagem errada e corremos o risco de sermos sancionados\", alertou José Carlos Miguel.
O presidente do Conselho de Disciplina esclareceu, que na eventualidade da FIFA concluir que a FAF não está a fazer a sua parte, todo o futebol angolano sofre as consequências.
\"Se nos retirarem das provas oficiais, vai penalizar as nossas selecções nacionais, e elas deixam de competir. Os clubes vão ser também afastados e não podem participar em nenhuma competição, até o nosso próprio campeonato vai ter de parar\", enumerou. A Federação Angolana de Futebol está sem alternativa, afirmou José Carlos Miguel. Sublinhou que se não seguimos de maneira integral todas as deliberações que recebemos da FIFA, corremos o risco do nosso futebol voltar à estaca zero.
\"Como se vê, não permitimos que o Girabola deixe de existir, mesmo que de maneira temporária. Se a Federação não agir como deve ser, o nosso futebol só  pode realizar torneios particulares e ninguém mais realiza provas oficiais\", alertou.
O presidente revelou, que nos últimos anos, os clubes angolanos começaram a ser vistos por “caloteiros” pela FIFA, pois, são vários os treinadores e atletas que reclamam de pequenas e grandes dívidas.
\"É de lamentar o que está a acontecer. Nós compreendemos que os efeitos da crise estão a afectar a todos e o desporto também acaba por ressentir, mas infelizmente há muitos casos que são julgados pela FIFA\", garantiu.
A título de exemplo, o dirigente assegurou que a FAF acabou de receber uma nova notificação contra um clube, e neste momento começou já a seguir os procedimentos necessários, para que cumpra com as suas obrigações.
\"Infelizmente, há mais um caso de incumprimento contratual. Não vou adiantar ainda o nome, mas a FIFA já nos notificou para informar o devedor a pagar, sob pena de sofrer as consequências previstas\", concluiu.