Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Federao negoceia com Bianchi

15 de Fevereiro, 2017

Beto Bianchi pode ser o seleccionador nacional de futebol de honras

Fotografia: Jos Cola

O técnico Beto Bianchi, 49 anos de idade, pode ser o próximo Seleccionador Nacional de Angola. Segundo apurou o Jornal dos Desportos, a Federação Angolana de Futebol (FAF) negoceia com a direcção do Petro de Luanda a possibilidade de ceder o brasileiro para assumir o comando dos Palancas Negras.

Fontes próximas ao actual Departamento das Selecções Nacionais da FAF garantiram ao nosso jornal, que o treinador representa o perfil pretendido pelo elenco de Artur Almeida, tendo em vista o projecto traçado que visa voltar a colocar o país no maior palcos do futebol em África e no Mundo.
longo deste mandato, estando a responsabilidade de convencer o técnico e a direcção do Petro a aceitarem a proposta entregue

Adão Costa, actual vice-presidente para as selecções nacionais, tem agendado nos próximos dias um encontro com a direcção do Petro onde vai aproveitar a oportunidade para apresentar a proposta e convencer o técnico a aceder o convite. 

A nossa fonte revelou que com o aproximar das eliminatórias de qualificação ao Campeonato Africano das Nações de 2019, agendado para os Camarões, a federação quer definir o mais urgente possível a situação do seleccionador e Bianchi é a prioridade.

"O trabalho que está a ser feito pelo técnico Bianchi tem agradado muito aos responsáveis da federação, sobretudo pelo facto de o mesmo dedicar particular atenção à nova geração de futebolistas, uma aposta também da federação", esclareceu o nosso interlocutor, assegurando que as negociações estão muito bem avançadas, devendo o seleccionador ser anunciado em breve.

De acordo ainda ao que foi possível apurar, a alimentar as esperanças da FAF na contratação do treinador brasileiro está o facto do mesmo estar a cumprir o seu último ano de contrato com o Petro de Luanda, clube onde chegou no final de 2015, para um acordo de duas épocas, em substituição de Alexandre Grasseli.

A par da enorme experiência acumulada dos longos anos de carreira como técnico, com passagens pelo futebol da Bélgica, Espanha, Indonésia e Brasil, no seu primeiro ano como treinador em Angola, Beto Bianchi justificou ter créditos firmados, tendo conseguido consagrar a equipa na segunda posição do campeonato, a apenas dois pontos do campeão com um plantel jovem.

Recorde-se, no entanto, que a Selecção Nacional de Honras integra o Grupo I das eliminatórias ao CAN'2017, com as similares do Burkina Faso, Botswana e Mauritânia. Na jornada inaugural, os Palancas Negras defrontam a Mauritânia em Junho do ano em curso, ao passo que o Burkina Faso joga diante do Botswana.

A anteceder os jogos do grupo, seis selecções africanas vão disputar as preliminares: São Tomé e Príncipe - Madagáscar, Ilhas Comores - Ilhas Maurícias e Djibuti -Sudão do Sul. Os 12 grupos de apuramento são constituídos pelas seguintes selecções: Senegal, Guiné Equatorial, Sudão e São Tomé e Príncipe/Madagáscar (A);

Camarões, Marrocos, Malawi e Ilhas Comores/Ilhas Maurícias (B); Mali, Gabão, Burundi e Djibuti/Sudão do Sul (C); Argélia, Togo, Benim e Gâmbia (D); Nigéria, África do Sul, Líbia e Ilhas Seychelles (E); Gana, Etiópia, Serra Leoa e Quénia (F); Congo Democrático, Congo, Zimbabwe e Libéria (G);

Por último, nos agregados mais abaixo constam as selecções da Costa do Marfim, Guiné Conacri, República Centro Africana e Ruanda (H); Tunísia, Egipto, Níger e Suazilândia (J); Zâmbia, Moçambique, Guiné Bissau e Namíbia (K) e Cabo Verde, Uganda, Tanzânia e Lesoto (L).