Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Festival de falhanos acaba em nulo

Jorge Neto - 28 de Fevereiro, 2019

1 de Agosto recebeu em casa o Interclube para o jogo em que acordaram a repartio de pontos

Fotografia: M. Machangongo| Edies Novembro

Os militares entraram com a iniciativa de jogo e podiam ter se adiantado no marcador aos 5´, por intermédio de Mongo, mas Paty, por cima da linha de golo, negou o golo, numa jogada em que Ary Papel podia ter finalizado primeiro, mas diante de Landu deixou passar a oportunidade, após um excelente trabalho individual de Nelson da Luz na ala esquerda.
O desafio estava lançado e os agostino queriam festejar o mais cedo possível.  Paizo diante de Landu rematou para defesa do guarda-redes dos polícias, que estava disposto a evitar que as suas redes fossem violadas no dérbi.
O Interclube demorou a acordar no jogo mas aos poucos foi subindo mais no terreno, porém, os seus jogadores caiam facilmente nos lances de fora-de-jogo, assinalados de forma correcta pela assistente internacional Judith Mestre.
Não querendo deixar os créditos de lideres do Girabola Zap os pupilos de Dragan Jovic voltaram a carga, Ary Papel aos 30´tirou da frente o seu defensor, mas diante de Landu, já caído atirou para a figura deste, deixando incrédulo os seus adeptos. O ataque militar mostrava falta de eficácia em função das oportunidades criadas, nem mesmo Aquino aos 37´, isolado frente a Landu, fez melhor.
O dérbi teve também a particularidade de ter nas balizas os dois guarda-redes dos Palancas Negras, que não comprometeram e estiveram a altura do desafio.
O jogo dava mais 1º de Agosto, mas a medida que o tempo passava a ansiedade se apoderava dos seus jogadores, chegou-se a pensar inclusive em falta de sorte, quando antes do intervalo Ary Papel venceu nas alturas Landu, mas a bola embateu no poste. Antes disso, o extremo agostino viu anulada uma jogada em que marcou de cabeça.
No reatamento, esperava-se que os militares fossem mais eficazes e os polícias criassem mais dificuldade ao seu adversário que domina as acções do jogo, em todos os aspectos. Dragan Jovic mexeu no seu xadrez, com a saída de Aquino para a entrada de Buá.
O 1º de Agosto manteve a aposta em jogar sem um ponta-de-lança, deixando no banco Mabululu, o melhor marcador da equipa, que podia ser uma solução para a falta de eficácia dos seus colegas de equipa.
Os polícias pareciam estar satisfeitos com o empate e jogavam apenas o suficiente para garantir a divisão de pontos, repetindo o resultado da primeira volta no estádio 22 de Junho, onde Ary Papel foi igualmente o jogador que falhou mais oportunidades.
Com o tempo a escassear e a necessidade de marcar Dragan Jovic lançou Mabululu, que na primeira jogada rematou para cima da baliza de Landu. Os militares tentaram também de lances de bola parada, Show aos 80´, obrigou Landu a esboçar a defesa da tarde e na recarga Mabululu cabeceou com pouca força.
Depois disso, pouco mais se viu, apesar da vontade demonstrada, principalmente do 1º de Agosto, mas os remates saiam por cima da baliza, fechando o resultado num nulo.


Mãos de Landu

O guarda-redes do Interclube foi o elo mais forte da sua equipa, negando várias vezes com que os jogadores do 1º de Agosto festejassem o golo. Landu contou igualmente com a falta de eficácia dos adversários e agradeceu fazendo pela vida. O experiente keeper dos polícias usou as mãos para segurar o resultado nulo e conseguir um ponto para a sua equipa, no arranque da segunda volta do campeonato nacional.


1º de Agosto 
 (Ivo Traça)

\"Foi um festival de falhanços\"
\"Foi um festival de falhanços. Tivemos várias oportunidades e se fossem aproveitadas pelo menos seis, certamente o resultado seria muito diferente. O nosso ataque não esteve bem, naturalmente que não era este o resultado que queríamos, mas infelizmente o jogo terminou com um empate.  
Os dois reforços chegaram hoje (ontem) e não sabemos como estão e vamos ver quando eles começarem a trabalhar\".


Interclube
 (Nuno Ribeiro)

\"Felicito os meus jogadores\"
\"Em primeiro lugar quero felicitar os meus jogadores pelo jogo que fizeram, sabíamos que seria uma partida bastante difícil, com um adversário que lidera o campeonato, mas felizmente eles souberam interpretar bem aquilo que trabalhamos e o resultado saudou-se num empate. O adversário teve mais oportunidades para marcar, mas tivemos mérito na forma como defendemos\"