Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Flamingos surpreende em Benguela

Paulo Caculo - 10 de Março, 2017

O conjunto proveniente do Girabairro, depois de vergar a equipa do Atlético de Benguela, por 2-0, na jornada inaugural, voltou a vencer na segunda jornada ao 4 de Abril da Baía Farta, também por 2-0, colocando-se na liderança partilhada da competição com Desportivo do Bombe, ambos com seis pontos

 No seu primeiro ano de participação na maior prova de futebol da província, a equipa às ordens do professor Diego Kelena não tremeu perante adversários muito mais experientes, tendo passado a imagem de que está na competição para impor a sua qualidade e o seu futebol, justificando que os anos de hegemonia na Taça Girabairro não se tratou de uma obra de mero acaso.

 Apesar de o título não estar, ainda, nas prioridades da equipa, conforme fez questão de sublinhar o seu presidente, Bento Cangombe, numa recente entrevista ao Jornal dos Desportos, a equipa do Flamingos entra para o campeonato provincial com objectivo de ganhar uma nova experiência.

 Pode contribuir para o êxito da equipa do Lobito no campeonato provincial de Benguela o facto de ter cumprido um programa de estágio em que defrontou algumas equipas do Girabola Zap. Durante o ciclo de preparação, o Flamingos efectuou seis jogos, tendo obtido duas vitórias, três derrotas e um empate.

 No primeiro jogo, aproveitando a presença de equipas em Benguela, o Flamingos perdeu 1-2 com a Académica do Lobito, no desafio a seguir somou nova derrota (1-2) diante do Sagrada Esperança da Lunda Norte.

 A primeira vitória (2-1) do Flamingos aconteceu no teste frente ao Bravos do Maquis, resultado e feito semelhante conseguido ante o Nacional de Benguela. No penúltimo jogo amistoso, no estágio, perdeu frente ao Recreativo da Caála, por 1-3, tendo empatado (3-3) o amigável com o Progresso do Sambizanga.

 Do percurso histórico do Flamingos, destaca-se o facto da equipa fundada em 2007 por um grupo de homens ligado ao futebol, liderados por José Bento Cangombe, surgir na portuária, com objectivo de combater os níveis de delinquência que se faziam sentir no bairro, motivado pelo surgimento de “gangues” juvenis que proliferavam no local.

Após à criação, a direcção dos Flamingos viu necessidade de obter o  próprio espaço para edificação da infra-estrutura desportiva. Neste sentido, criou-se o campo e a zona de lazer do clube. Em 2008, a equipa de futebol estava formada e preparada para competir no Girabairro do Lobito, composta por 20 atletas e três técnicos.

O “assalto” aos títulos começou precisamente, um ano após à fundação, com a conquista do Campeonato Provincial da 11ª edição do Girabairro. No mesmo ano, os Flamingos da Caponte ficaram com o quarto lugar da Taça do Presidente, edição municipal do Lobito. Um ano depois, em 2009, sagra -se Campeão Provincial da Taça do Presidente, na sua 12ª edição do Girabairro, vice -campeão do torneio municipal da Taça do Presidente.

No ano a seguir mais títulos: vice -campeão Nacional da edição experimental da Taça do Presidente, campeão Provincial da Taça do Presidente, 13ª edição do Girabairro. Em 2011, repetiu a façanha. Conquistaram o troféu de campeão interprovincial, da 14ª edição da Taça do Presidente e receberam os prémios de melhor marcador e guarda-redes menos batido.