Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Fracasso!

Srgio V.Dias - 18 de Março, 2019

Um golo de grande penalidade marcado por Jack Tuysenge ditou o afastamento do Petro na Taa da Confederao no jogo de ontem em Nairobi

Fotografia: DR

O Petro de Luanda desperdiçou a oportunidade de chegar aos quartos de final da 16ª edição da Taça da Confederação, a segunda maior competição futebolista de clubes do continente, ao perder ontem em Nairobi, Quénia, com o Gor Mahia FC local, por 1-0.A equipa queniana, que garante, assim, a sua qualificação para os quartos desta competição da Confederação Africana de futebol (CAF), adiantou-se no marcador aos 58 minutos, na sequência de uma grande penalidade, bem cobrada  por Jack Kissengue.
Os comandados de Beto Bianchi assumiram, durante a etapa inicial, as rédeas de jogo, mas ainda assim não conseguiram, com efeito, visar a baliza adversária.Nem o facto de o Petro passar a jogar com uma unidade a mais a partir do minuto 37, fruto da expulsão de Onyango, do Gor Mahia, serviu para que as suas acções ofensivas visassem a baliza da formação queniana, que soube fechar bem a linhas de passe.Pouco antes do fim da primeira parte, Hossan Oktay, técnico turco ao serviço da equipa do Gor Mahia, teve de ir mais cedo para os balneários face à expulsão de que foi alvo pelo árbitro do desafio. Apesar disso, o nulo manteve-se inalterável.
No reatamento, o Petro tentou ainda carregar no acelerador, mas sem a eficácia necessária para traduzir as suas acções em golo. E como quem não marca sofre, num lance inesperado um dos jogadores do Gor Mahia sofre falta de Tó Carneiro e o árbitro assinala penálti. 
  Chamado a cobrar, o rwandês Jack Tuysenge marcou com competência, mandando o esférico para as redes da baliza a guarda de Élber.A 15 minutos do fim do desafio, o Petro viu-se confortado ainda com o facto de Bonzek ter sido expulso, por acumulações de amarelo na equipa queniana, que passou assim a jogar reduzida a nove unidades, mas nem isso foi suficiente para os tricolores anularem a desvantagem. 
 Face a persistência do resultado, o Gor Mahia acabou por confirmar mais uma vitória em casa, nesta fase de grupos da prova que dá acesso ao troféu Nelson Mandela. 
 Aos tricolores restou-lhes, apenas, o consolo de terem tentado fazer de tudo para inscrever o seu nome nos quartos de final na sua terceira “aventura” na prova.Vale lembrar que o jogo da segunda jornada desta fase de grupos, diante deste mesmo adversário e disputado a 14 de Fevereiro no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, os angolanos venceram por 2-1, com golos de Manguxi (12\') e Tony (37\'). Nicholas descontou para o Gor Mahia, já no período de descontos e neutralizações da partida.