Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Geraldo o trunfo militar

Jorge Neto - 09 de Outubro, 2017

Geraldo o principal marcador da equipa.

Fotografia: Jornal dos Desportos/ Edies Novembro

O extremo do 1º de Agosto, Geraldo, é o jogador no actual plantel da equipa dirigida pelo técnico bósnio Dragan Jovic, que conhece o 'sabor' de marcar numa partida que decidi um troféu.
Fê-lo na Supertaça disputada diante do Recreativo do Libolo que marcou a abertura da época e venceu, por 1-0, e foi ao longo da época preponderante, na excelente campanha dos rubro - negros nas duas competições nacionais.
Geraldo é o principal marcador da equipa, na segunda maior competição futebolística nacional, com quatro golos, daí, que se espera muito dele o mesmo desempenho e eficácia, neste terceiro duelo da época frente aos petrolíferos. A formação militar tem neste clássico, que acontece no sábado e  que marca o encerramento da temporada, a oportunidade de fazer o triplete, no Estádio 11 de Novembro.
O 1º de Agosto leva vantagem, nos últimos confrontos, entre os dois conjuntos este ano. Venceram na segunda volta (1-0), depois do empate nulo no primeiro turno. Em 2016, venceram na primeira volta (1-0) e perderam no segundo turno (0-1).
Os campeões nacionais folgaram na terça-feira e ontem, mas hoje de manhã retomam a preparação no Estádio França Ndalu, para o grande clássico que define o vencedor da Taça de Angola.
A derrota na última jornada do Girabola Zap, diante do Kabuscorp do Palanca, por 1-2, não abalou a motivação da equipa que ambiciona vencer tudo este ano, e encerrar com chave de ouro, o ano 2017.
Apoiados no ditado desportivo, que apregoa "as finais são para se ganhar", os agostinos mostram total crença na conquista do troféu, embora, reconhecem que do outro lado vai estar um adversário sedento de títulos, e  que de certeza quer salvar a época no dia da Independência Nacional. 
O jogo pode ter também a particularidade de ser o último, orientado por Dragan Jovic, por isso, os jogadores querem oferecer a vitória aquele que durante três anos e meio comandou os rubro - negros.
No capítulo táctico, pode haver algumas alterações ,em relação ao onze inicial que defrontou o Kabuscorp do Palanca na última jornada do Girabola Zap, pelo facto da equipa técnica ter poupado alguns jogadores, em razão deste importante desafio.

MILITARES
com má sina na consagração


Pelo segundo ano consecutivo, a equipa do 1º de Agosto perdeu na última jornada do Girabola Zap, faz disso quase uma tradição, depois de conquistar de forma antecipada, na penúltima ronda, o título de campeão nacional.
A formação orientada por Dragan Jovic tinha como objectivo, fechar a competição em grande, mas na 30ª jornada foi vencido pelo Kabuscorp do Palanca, por 1-2, quando vencia ao intervalo por uma bola sem resposta.
O mesmo cenário aconteceu no final da época de 2016, onde depois de sagrar-se campeão na 29ª jornada, depois do empate a um golo do rival, Petro de Luanda, frente ao Benfica de Luanda voltou a baquear.
Pelo segundo ano consecutivo, os bi -campeões nacionais não brindam a massa associativa e os adeptos com uma vitória, no encerramento da prova e completar a festa da consagração.
Contudo, nem mesmo essas duas derrotas atrapalharam o momento de alegria dos adeptos rubro - negros, que nas duas ocasiões invadiram a relva natural do Estádio 11 de Novembro, para saudarem os jogadores, equipa técnica e dirigentes do clube.

Geraldo
é o principal marcador da equipa, na segunda maior competição futebolística nacional, com quatro golos, daí, que se espera muito dele o mesmo desempenho e eficácia, neste terceiro duelo da época frente aos petrolíferos