Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Geraldo reconhece estar mais adaptado

09 de Março, 2017

Jogador viveu no Brasil aproveita as viagens para conhecer o país

Fotografia: José Soares

O avançado Geraldo atribuiu o seu bom início de época, de que se tem  destacados na equipa do 1º de Agosto, ao facto da rápida adaptação ao futebol nacional, após ter feito a pré-temporada completa, algo que não aconteceu no ano passado.

O camisola 11 defendeu, que está mais confiante em função de ter tido a oportunidade de começar a pré-época com os colegas, e pretende ajudar a equipa a ganhar os jogos.

“A minha época, este ano,  está a ser melhor,  porque a do ano passado não tive a oportunidade de fazer a pré-temporada,  totalmente. E, este ano, tive a oportunidade de trabalhar  toda a sequência com o grupo, então deu-me mais confiança, espero que eu possa ajudar o grupo a manter esse nível de futebol que está a apresentar”, disse recentemente em conferência de imprensa no ex-RI20.

Geraldo disse, que no ano passado,  a adaptação foi mais lenta, por nunca antes jogar no Girabola Zap, apesar de ser angolano, mas felizmente já superou as adversidades que encontrou em solo pátrio.

“Era uma adaptação, eu estava a chegar num campeonato, em que eu nunca joguei, apesar de ser angolano, saí daqui muito jovem, e viví num lugar que é muito frio, a parte sul do Brasil, e aqui é calor, além da qualidade da relva a que eu não estava acostumado, então é tudo umaquestão de adaptação, porque não fiz a pré-época desde o início, e saí prejudicado nisso”, analisou, e  acrescentou  que “o pessoal estava um passo à frente, em relação a mim, pelo facto de eu não fazer a pré-época. Este ano, tive a oportunidade de fazer com os meus colegas e eu tenho uma capacidade física boa,  era só uma questão de adaptação”, explicou.

No ano de estreia, no campeonato nacional, o avançado marcou sete golos, foi o terceiro artilheiro da equipa, atrás de Gelson (23) e Ary Papel (12). Geraldo garantiu que a meta,  este ano,  é melhorar o desempenho anterior.

“O meu objectivo é sempre melhorar em cada jogo, melhorar o que eu fiz no ano passado, mas quando se tem a evolução do nosso trabalho, as coisas correm bem, não só para mim, mas também para o grupo todo.

Os sete golos que fiz no ano passado foi bom, é uma lembrança que vai ficar na minha carreira, mas isso já é passado, e agora, esta época pretendo fazer melhor”, disse.

O jogador viveu grande parte da sua vida no Brasil, está aproveitar as viagens com a equipa,  para conhecer melhor o país e desfrutar daquilo que observa.

“Para ser sincero, é um bocado difícil essas coisas de viagens, mas para mim é  uma aprendizagem. Graças a Deus são viagens curtas, de uma hora, meia hora, no Brasil fazia viagens de duas horas, mas para mim, estou a conhecer um pouco mais o país, porque não tive esta oportunidade, morei muito tempo fora, para mim, está a ser bom demais, e vou aproveitar o máximo possível enquanto estiver cá”, defendeu.

Avançado ambiciona bi -campeonato
Depois da conquista  do Girabola Zap, no ano de estreia, o avançado Geraldo ambiciona repetir a proeza, em 2017, e cumprir com as metas traçadas pela direcção do clube.

“O objectivo do grupo é ser bi -campeão, e é também o objectivo de todos os jogadores,  vamos entrar em campo sempre para dar o máximo e fazer com que a gente conquiste o título”, afirmou o jogador.

Geraldo evita falar em pressão, mostra tranquilidade e vontade de ganhar em cada jogo, para atingir os objectivos propostos pelocolectivo.

“Não me sinto pressionado, estou aqui apenas para dar o meu melhor, ajudar o grupo a conquistar o título. Acho, que ninguém está pressionado. Quem tem de estar pressionado é quem vem jogar connosco, porque nós somos o 1º de Agosto,  vamos entrar sempre para ganhar. Estamos tranquilos com o nosso trabalho”, afirmou.

O camisola 11 disse estar feliz por representar o 1º de Agosto, por tudo o que ele representa, pois como defendeu, “sinto-me feliz, estou a ter a oportunidade de jogar num grande clube, que nos dá condições de trabalhar diariamente, é um clube grande a nível nacional e a nível de África"; disse.

O jogador sublinhou que " não tem como a gente não ficar feliz, pelo facto de estar a vestir a camisola", e acrescentou que "muitos jogadores angolanos gostavam de vestir esta camisola, e é uma satisfação enorme porque vou para a segunda época, feliz por aquilo que o clube está também a apresentareste ano”.

O influente avançado na manobra dos campeões nacionais,  reforçou o espírito de determinação reinante no plantel, para se atingir o objectivo.

“Uma equipa tem de ter motivação, e nós temos isso, estamos motivados a cada dia, e a minha felicidade é dupla, porque todos nós estamos felizes em busca deste segundo campeonato”, concluiu.