Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Girabola vale cinco milhes de dlares

Teixera Cndido - 02 de Fevereiro, 2016

ltimo campeo do Girabola ficou sem receber qualquer tosto assim como os outros trinta e seis anteriores

Fotografia: jos Soares

Cinco milhões de dólares é o valor global dispendido pela empresa de distribuição em sinal fechado, ZAP, para ficar com os direitos televisivos dos jogos do Girabola de 2016 e tornar-se no nome oficial da competição.Segundo informações avançadas por uma fonte da Federação Angolana de Futebol (FAF) ao Jornal dos Desportos, quatro milhões de dólares vão ser distribuídos pelos dezasseis clubes que competem na prova e um milhão para os cofres da entidade que rege a competição.

Desses quatro milhões para os clubes, um milhão e meio será dedicado ao vencedor e o resto para pagamento dos direitos televisivos. O secretário-geral da Federação Angolana de Futebol, Cardoso Lima, recusou comentar a informação, recordando que quem assina os contratos é o presidente, pessoa a quem compete dar este tipo de informações.Cardoso Lima disse ainda que o seu silêncio respeita a vontade da empresa que adquiriu os direitos televisivos, expressa na conferência de imprensa pelo representante da ZAP, Nuno Aguiar.

No entanto muitas informações ainda estão por se conhecer sobre essa relação, como sendo a obrigatoriedade ou não das equipas de transportarem nos seus equipamentos a marca da ZAP, e outros detalhes que acompanham contratos dessa natureza.De qualquer modo, a chegada da ZAP coloca um fim ao Girabola gratuito, no que aos campeões diz respeito. Como se sabe, os vencedores da maior prova nacional não recebiam qualquer tostão, apenas troféus e medalhas sem algum valor financeiro.

Quanto aos direitos televisivos, apenas alguns clubes beneficiaram até agora desse dinheiro, situação que despoletou uma discussão enorme por parte dos clubes excluídos. O Petro de Luanda, 1º de Agosto, Recreativo do Libolo, Kabuscorp do Palanca e o Interclube são esses apenas que recebiam algum valor financeiro, através da Televisão Pública de Angola, depois pela DSTV. No ano passado, a ZAP entrou na jogada, comprando os direitos televisivos do Recreativo do Libolo e do Kabuscorp do Palanca. Este ano serão todos os jogos.

ÉPOCA 2016
Benfica - 1º de Agosto
abrem o Girabola ZAP


Benfica de Luanda e 1º de Agosto, abrem a edição 2016 do campeonato nacional da I divisão, no dia 19 de Fevereiro (sexta-feira), às 18H00,  no Estádio dos Coqueiros. Antes previsto para 14 do mesmo mês, em função dos compromissos dos Palancas Negras, no CHAN 2016, no Rwanda, a decisão do acerto da calendarização resultou do encontro de consenso entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e os clubes envolvidos, na prova.Os participantes concluíram ainda que os restantes desafios da ronda acontecem no sábado e domingo, dias 20 e 21, em concordância da proposta apresentada pelo Conselho Técnico e Desportivo da FAF, que também tem a ver com o acordo de transmissão televisiva dos jogos pela estação ZAP, o que pode alterar o horário de algumas partidas.

A alteração de datas antes programadas está também na base de um pedido de algumas equipas, como o 1º de Agosto, com maior número de jogadores ao serviço dos Palancas Negras que competiram no Campeonato Africano das Nações (CHAN’2016), no Rwanda.No encontro entre a FAF e os clubes, orientada pelo secretário-geral da FAF, José Cardoso de Lima, os presentes foram também esclarecidos sobre aspectos organizativos do campeonato, tais como inscrições, arbitragem, vistoria e credenciamento dos treinadores e a necessidade de acertos dos clubes sobre os horários de transmissão com a ZAP.A primeira jornada opõe também o Kabuscorp do Palanca e o Recreativo da Caála, o Desportivo da Huíla recebe o Sagrada Esperança da Lunda Norte, o Interclube joga no 22 de Junho, em Luanda, com o Progresso da Lunda Sul.