Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Huilanos querem surpreender

12 de Outubro, 2017

A não ser que talvez ganhe experiência e rodagem competitiva, no decorrer do campeonato nacional", frisou.

Fotografia: M.Machangomgo/Edições Novembro

As três equipas huilanas participantes nas XXII e XVII edição dos Campeonatos Nacionais de Futebol de Salão, em seniores masculino e feminino, que arrancam hoje até ao dia 21 na cidade do Huambo, querem surpreender para alcançar bons resultados na prova. Em masculino, a responsabilidade está depositada nas formações do Desportivo da Chela e Geração futsal do Monte, e em feminino, na equipa do Desportivo da Chela.
O treinador da formação da Geração futsal do Monte, Hugo
Leite, garantiu que vão fazer fazer boa figura no nacional da modalidade, para dignificar a provincial,  e sustentou que na edição anterior foi difícil, por ser a primeira participação da equipa em competições do género.
\"A edição anterior,  como foi a primeira, foi difícil. Agora,  conhecemos o sistema de jogo, das equipas adversários. Também, este ano, estamos melhores, tecnicamente. Por isso, creio que vamos cautelosos\", disse. Hugo Leite assegurou,  que na qualidade de campeão provincial, pela segunda vez consecutiva, a responsabilidade é acrescida e confirmou que os níveis competitivos do seu conjunto estão bem mais fortes, para jogar em pé de igualdade com outras formações presentes no nacional de futsal.
O técnico acrescentou, que a participação vai  depender dos patrocinadores. \"Conseguimos o apuramento para disputar o nacional, porque fomos campeões provinciais deste época, e estamos nesta fase a angariar patrocínios para assegurar a nossa estada no Huambo. Creio, que temos equipa para jogar de igual para igual com muitas outras equipas, que vão estar presentes na prova\", referiu. Hugo Leite salientou, que no passado a equipa da Geração Futsal do Monte primava por um modelo de jogo, que se cingia muito no ataque.
\"Marcávamos muitos, e também sofríamos muito. Este ano, a ideia foi continuar a marcar. Temos jogos com mais equilíbrio, e foi completamenteisso, que primámos ao longo da temporada\", sublinhou.

CAMPEÃO
Geração futsal do Monte revalida título provincial

A equipa da Geração futsal do Monte revalidou no Lubango, o título de campeã provincial de futebol salão, em séniores masculino, ao derrotar na última jornada as Estrelas do Palácio, por 4-1.
O bicampeão provincial da Huíla em futsal, totalizou 13 pontos, ao cabo da segunda fase.
O Desportivo da Chela, ao conseguir uma importante vitória diante da formação da União Desporto e Amizade (UDA), por 7-2, assegurou a segunda posição, com 10 pontos, relegou  para o terceiro lugar, o até então o favorito à conquista do título provincial,  a Estrelas do Palácio da Huíla, com 10 pontos.
Na última posição ficou a equipa da União Desporto e Amizade (UDA), com 10 pontos.
 O treinador da formação da Geração futsal do Monte, Hugo Leite, disse que o jogo da última jornada foi difícil, porque estava em discussão a equipa que seria a campeã da província, da época. Fruto disso, revelou que encontrou muitas dificuldades na primeira parte do desafio, porque as duas equipas jogaram fechadas, já que um empate dava o título à equipa Estrelas do Palácio.
\"Então, na segunda parte, nós tivemos de mudar de atitude, e partir à procura dos golos. E, conseguimos marcar muito cedo, e passamos a  gerir. Ao contra ataque , depois,  o jogo ficou aberto. E, conseguimos fazer mais golos\", explicou Hugo Leite.
O treinador admitiu, que o campeonato provincial este ano foi muito competitivo, porque as equipas todas apresentaram-se melhores, até as que desceram de divisão deram réplica.
\"Tivemos uma grande prova, este ano, e a organização esteve bem. Este ano, as equipas todas aparecerem melhores, até as que desceram de divisão,  deram muita luta. Acho que o campeonato está fortíssimo, e foi visível isso, quando o Desportivo da Chela venceu na taça de Angola, aos Académicos do Namibe. Vimos o ritmo que o Chela imprimiu durante o desafio. Sublinhar aqui, que o futsal da Huíla aos poucos está a melhora,r substancialmente\", reconheceu.
Hugo Leite citou que as equipas, por exemplo,  Grémio Usoko e a Excelência Futsal
Clube estão cada vez mais fortes. O campeonato foi difícil, do
princípio ao fim. \"Do primeiro até ao último, todos os jogos, foram muito difíceis\", afirmou o técnico da equipa campeã provincial.
O técnico da equipa da Estrelas do Palácio da Huíla, Rui Kaunda justificou que a sua rapaziada não foi eficiente, conforme na primeira volta. “Tínhamos tudo, para nos sagrarmos campeões. E, de um momento para o outro, a equipa psicologicamente ficou cabisbaixa. Daí, começamos a ter péssimos resultados, no declinar da última jornada”, justificou.Rui Kaunda informou, que um empate obtido logo no inicio da segunda volta, da segunda fase do provincial, aliadas à duas derrotas inesperadas, complicaram tudo.
 \"Para ser campeão, necessitávamos de um empate no último
desafio, frente ao Geração futsal do Monte. Infelizmente, não conseguimos. Por isso, perdemos a possibilidade de levar o título provincial, o que é triste porque lideramos a prova até ao fim\", afirmou.
Participaram na prova, disputada no sistema de todos contratodos a duas voltas, 10 equipas. A segunda fase derradeira foi

ÉPOCA 2017
Resultados
animam equipa
técnica

Hugo Leite lembrou, que todos os jogos que a equipa efectuou este ano, no campeonato interno, obteve resultados com margem de vantagem de golos, superiores a 3-0, 2-0 e por aí, em diante.
\"Conseguimos marcar e não sofremos. Tivemos o melhor guarda-redes e a melhor defesa do campeonato. Nos jogos da taça, fomos eliminados aos penáltis,
porque o resultado final do jogo estávamos empatados a zero. Mas a ideia foi fazer um jogo com cálculo e diferente. Por isso, no
campeonato nacional, vamos usar a mesma estratégia”, prometeu.
O presidente da Associação Provincial de Futsal da Huíla, Carlos Cruz \"Botha\",  disse estar confiante numa participação exitosa das equipas huilanas no nacional, porque o campeonato provincial terminou no fim-de-semana quando faltavam cinco dias para o início da competição no Huambo.
Botha referiu que esta temporada, com a alteração feita na
competição interna, a competitividade aumentou de nível porque passaram para a outra fase as quatro melhores equipas, que decidiram o titulo de forma renhida. \"A participação das equipas huilanas no nacional, será boa porque acabamos de realizar o nosso campeonato, isto, a faltarem cinco dias  do evento no Huambo. Por isso, têm mais jogos nas pernas, porque não tiveram um período de descanso  longo\", disse.
O dirigente disse, não depositar muitas esperanças,  na equipa feminina do Desportivo da Chela. \"A nossa equipa tem poucos jogos realizados, por ser a única que dinamiza a modalidade\", disse e adiantou ainda que \" não tivemos campeonato feminino, localmente, por falta de mais equipas. A não ser que talvez ganhe experiência e rodagem competitiva, no decorrer do campeonato nacional\", frisou. GH