Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Invictos jogam entre si na srie C

Jlio Gaiano, em Benguela. - 16 de Agosto, 2018

O nosso interlocutor disse mais adiante, que tentativas para colocar os Brilhantes no local da prova ( Benguela) foram efectuadas, mas que redundaram em fracasso.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O desafio que opõe a formação do 1º de Agosto ao Domant FC, a disputar-se hoje, às 16h00,  no Estádio municipal Edelfride Palhares da Costa “Miau”, é o destaque da 4ª jornada do campeonato nacional de futebol em sub-20, que decorre na cidade de Benguela, desde o passado 12 do corrente mês. 
Invictas até ao momento na série C, a partida que vai opor os militares e a formação do Bengo está a ser aguardado com um vivo interesse, por isso antevê-se um jogo expectante entre duas equipas que têm demonstrado grande maturidade competitiva e querem, de certeza, manter a senda dos resultados positivos.A par desta partida na série A, a Académica do Lobito e Ferroviário da Huíla medem forças entre si, num duelo com desfecho imprevisível, dado o equilíbrio do ponto de vista técnica e táctica entre os contendores. Os huilanos, não obstante o factor casa pender para os lobitangas, assumem um relativo favoritismo.Completam a jornada, os jogos Dom Bosco de Benguela – Norberto Castro do Huambo; Recreativo da Caála – AFA; e 1º de Maio de Benguela – Desportivo Socomar do Namibe. Disputadas três jornadas, os rubro negro mantém o domínio com vitórias convincentes e assumem-se como os principais favoritos a revalidação do título.
Por outro lado, a desistência do Brilhantes de Cabinda, por dificuldade de transportação, criou um certo transtorno a organização, que foi forçada a reprogramar dos horários e locais dos jogos, apurou o Jornal dos Desportos junto da coordenação do certame. 
De acordo com o professor César Sakatu, coordenador-adjunto da competição, a direcção da formação da província mais ao norte do país, alegou problema de transporte, como estando na base da sua desistência da prova, um facto que deixou embaraçado todo o programa das actividades previamente estabelecidas, pela coordenação. 
“Confesso que não foi de bom grado que recebemos a comunicação, via FAF, da desistência do representante de Cabinda na prova. Todavia, é um facto que não podemos mudar, infelizmente”, comentou. O nosso interlocutor disse mais adiante, que tentativas para colocar os Brilhantes no local da prova ( Benguela) foram efectuadas, mas que redundaram em fracasso.
JG, em Benguela.