Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Jonathan reintegra o plantel

Avelino Umba - 02 de Março, 2017

Camaronês à disposição da equipa técnica

Fotografia: Jornal dos Desportos

O guarda-redes Nyame Patrick do Progresso Sambizanga que no primeiro dia de trabalho da semana esteve sob cuidados do fisioterapeuta Eduardo Ramon devido a dores fortes no braço esquerdo, voltou ontem, de manhã, ao Complexo Desportivo e Escolar no Sambizanga, e trabalhou sem quaisquer condicionalismos.

Quem também regressou ao trabalho depois de um dia de ausência, por motivos de saúde, é o treinador -adjunto Diogo Pedro "Dione".
Se por um lado a recuperação do guarda-redes Nyame, assim como a do treinador -adjunto Diogo Pedro satisfaz o grupo de Kito Ribeiro, o mesmo não se diz de Eliseu que continua fazer trabalhos específicos com o preparador físico Rui Oliveira. O médio sambila sofreu uma lesão no joelho direito.

Apesar disso, o trabalho não pára. Os sambilas, de acordo com o programa de trabalho semanal, cumprem à tarde, a partir das 15h00, no Estádio dos Coqueiros, a penúltima sessão de treinos para o jogo de sábado, no Estádio 22 de Junho, diante do Interclube, referente à quarta jornada do Girabola Zap.

O aprimoramento dos aspectos exercitados, durante os dias anteriores, vai dominar a sessão única do dia. Assim, a formação orientada por Kito Ribeiro afina no treino desta tarde os esquemas ofensivos e defensivos, com ensaios das variantes tácticas e técnicas.

Kito Ribeiro e adjuntos ensaiam com alguma intensidade os vários esquemas tácticos que pretendem implementar na equipa, com a realização de jogos entre duas equipas do plantel, em toda a dimensão do relvado e em terreno reduzido.

O confronto directo entre defesas e médios, com o objectivo de lutar pelo desarme da bola, pressão sobre o homem com bola, e posteriormente a criação de jogadas ofensivas, preencheram a dupla sessão de ontem, dividida entre o Complexo Desportivo e Escolar no Sambizanga (manhã) e o Estádio dos Coqueiros (tarde).

Jonathan
regressa motivado

O lateral esquerdo Jonathan, que entre Janeiro e Fevereiro representou a selecção dos Camarões no CAN do Gabão,  está à disposição da equipa técnica do Progresso do Sambizanga. O camaronês realizou o primeiro treino da nova época, na terça-feira, à tarde. 

O camaronês disse em declarações ao Jornal dos Desportos, estar satisfeito pelo regresso à equipa sob comando de Kito Ribeiro,  promete trabalhar duro para ajudar os sambilas a cumprir com os objectivos da temporada. 

AVANÇADO
Patrick sem medo da concorrência


O avançado Patrick Anfumu, contratado pelo Progresso Sambizanga, após ser dispensado pelo Clube Desportivo 1º de Agosto, assegurou em entrevista ao Jornal dos Desportos, estar a trabalhar para justificar a confiança que lhe foi depositada pelos dirigentes e treinados sambilas, assim como para ajudar a equipa a atingir as suas metas na presente época futebolística.

O reforço de 27 anos de idade, chegou ao clube numa altura em que o presidente Paixão Júnior subiu a fasquia da equipa no Girabola Zap 2017, ficar entre os três primeiros, disse não temer a concorrência no ataque sambila, onde vai disputar a titularidade com Yano, Tshabalala e Tshibuabua. 

"A concorrência na equipa é grande, o que é bom, mas devo dizer que sou o Patrick. Estou a fazer a minha parte, ou seja, trabalhar duro para convencer com o trabalho a equipa técnica para que possa fazer parte do onze inicial. Vamos ver no terreno, pois para mim frente é o caminho. Devo dizer também, que a concorrência é um factor de desenvolvimento, pois nos obriga a trabalhar cada vez mais", disse .

Patrick Anfumu disse estar cem por cento à disposição da equipa para ajudar a materializar os objectivos na época, ficar entre os três primeiros classificados no Girabola Zap e vencer a Taça de Angola. Por isso, garantiu, tudo vai fazer para colocar ao serviço do grupo as suas capacidades futebolísticas.

De acordo com o avançado, a adaptação ao grupo e o entrosamento com os novos colegas não tem sido problema, pois existe um grande espírito de camaradagem, inclusive com a equipa técnica.

"Fui muito bem recebido pelos colegas, direcção e equipa técnica. Estou a trabalhar no meu máximo para que possa estar sempre bem e ser uma escolha do treinador em todos os jogos", disse.

Com passagens pelo Interclube, onde se notabilizou, FC Bravos do Maquis, Sporting de Cabinda, Sagrada Esperança da Lunda Norte, Kabuscorp do Palanca e 1º de Agosto, Patrick Anfumu  diz ter ganho muita experiência que vai colocar ao serviço do Progresso Sambizanga. AU

AVALIAÇÃO
“Estágio no Lobito foi proveitoso”


O estágio realizado pelo Progresso Sambizanga na cidade de Benguela, visando a época 2017, foi bastante proveitoso, segundo Patrick Anfumu. O avançado sambila referiu que, não obstante o mau inicio no Girabola Zap, em que a equipa perdeu um jogo (1-0, Petro de Luanda) e empatou outro (2-2, 1º de Maio de Benguela), o grupo está preparado para fazer melhor.

"Gostei muito do estágio realizado na cidade do Lobito, em Benguela. Treinámos bem, em conformidade com aquilo que era as pretensões da equipa técnica. Não temos qualquer problema, saímos de estágio retemperados para qualquer desafio, ou seja, estamos preparados para fazer boas coisas no Girabola.

O estágio foi proveitoso", disse, acrescentando que "vamos esperar o que vai acontecer nas primeiras jornadas do Girabola, onde pretendemos dar o nosso máximo, com o pensamento em conquistar os três pontos em cada jogo".

Assegurou ter trabalhado para chegar o mais rápido possível aos níveis físicos desejados. Deste modo, Patrick  promete dar melhor de si para justificar as razões pelas quais foi contratado.

"Estou bem, precisava de uma oportunidade para mostrar aquilo que sei fazer dentro das quatro linhas", disse. Questionado sobre as razões que o levaram para os sambilas, disse que a vida do jogador dá muitas voltas.

"Estava bem no 1º de Agosto, no fim o treinador deixou de contar com os meus préstimos. Como solução, foi arranjar uma saída para continuar a seguir a minha vida. Com toda a frontalidade, quando um jogador ou treinador não se sente satisfeito, ou não está a ter as oportunidades que entende, há que encontrar outras soluções", referiu. AU