Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

José Muluse receia incompatibilidade

13 de Março, 2017

Hispano-brasileiro vai ter como adjunto o angolano Flávio Amado

Fotografia: Jornal dos Desportos

O vice-presidente do Petro do Huambo, José Muluse Abraão, disse ontem, na província do Huambo, recear que o novo seleccionador dos Palancas Negras, Beto Bianchi, se incompatibilize com o cargo de treinador do Petro de Luanda.

Reagindo à Angop a indicação, quarta-feira, do hispano-brasileiro ao posto de seleccionador nacional, o também ex-internacional pelas selecções jovens justificou que a acumulação de cargos pode prejudicar o trabalho de Beto Bianchi.Para José Muluse Abraão, o desejável seria estar somente ao serviço dos Palancas Negras, para que se possa tirar maior rentabilidade do trabalho do seleccionador.

“Não tenho dúvidas da qualidade de Beto Bianchi, mas, sinceramente, temo que se incompatibilize, acumulando o Petro de Luanda e a selecção nacional”, argumentou.O ex-médio do Petro do Huambo, Progresso Sambizanga e Benfica do Huambo espera que a situação seja transitória, para não colocar em causa os interesses da equipa nacional.

Disse que um dos riscos que Beto Bianchi pode incorrer é convocar mais futebolistas do Petro de Luanda que de outras equipas, para representar os Palancas Negras, além de, enquanto treinador dos petrolíferos, não ter tempo suficiente para observar melhor jogadores de equipas adversárias. Beto Biachi vai ter como adjunto na selecção o antigo goleador do Petro de Luanda e dos Palancas Negras, Flávio Amado, bem como de dois dos seus compatriotas (um preparador físico e outro treinador de guarda-redes) também ao serviço dos petrolíferos.