Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Josué trabalha para o futuro

Manuel Neto - 14 de Setembro, 2017

Josué (primeiro à direita) teve a honra de receber um trofeu nas mãos do Presidente

Fotografia: Rogério Tuti | Edições Novembro

João Bunga \" Josué\" é um guarda-redes que se tem destacado na baliza do Kabuscorp do Palanca, nas categorias de júnior e sénior.  O atleta palanquino, para lá dos seus apurados reflexos, demonstra  qualidade e agilidade de jogar com os pés,  dotes que têm feito dele  um dos  mais valiosos do conjunto e da selecção de sub-20.

O seu gosto pelo futebol começou desde a tenra idade, jogando na rua e algum tempo depois, aconselhado por  alguns amigos, integrou nos escalões de formação do Kabuscorp do Palanca, onde fez a formação até atingir a categoria sénior.  “Sempre gostei de futebol  e fui ganhando mais  habilidade,  jogando nas ruas do meu bairro , mas, algum tempo depois,  os meus amigos não resistiram às minhas qualidades e diziam, constantemente, que jogando apenas no bairro seria mais um sucesso  perdido.

Por isso, incentivavam-me a fazer mais, porque caso fosse bem aproveitado daria grande solução aos clubes federados”, disse.O jovem advogou que, a dada altura, não resistiu aos incentivos dos amigos e  dias depois dirigiu-se  equipa do Palanca para formação. “Peguei  logo de estaca quer nos iniciados que nos  juvenis e, actualmente, nos juniores”, disse sorridente.

O jovem diz sentir-se bem  no grupo em que joga , sobretudo pelo ambiente acolhedor que encontra quer na equipa técnica como  no seio dos atletas.“Todo o ambiente acolhedor nos proporciona  um bem estar emocional que nos permite fazer o nosso trabalho sem atrapalhação, porque nos sentimos que estamos perante ao apoio de todos. Em suma , isso é um dos factores que me tem tornado  cada vez mais  forte”, esclareceu o garoto.

O talento do Palanca faz uma avaliação positiva dos campeonatos de  jovens  em que tem participado a julgar pela competitividade que tem encerrado.“Já disputei vários  campeonatos  de jovens e desde os de juvenis  e  até agora nos de juniores, noto um grande empenho na organização como   nos atletas. Somos jovens e acho que é nesta faixa etária que devemos limar todos as  nossas arestas para nos podermos impor com qualidade nas etapas subsequentes”,disse.

HONRA
Feliz por receber a Taça das mãos do Presidente


O atleta faz parte das selecções desde 2016, primeiro actuando nos sub-17 e  actualmente na equipa dos sub-20, onde promete trabalhar duro no sentido de ingressar a selecção  sénior.“O sonho de  qualquer atleta   além de  se impor na sua equipa passa igualmente pela luta  pelo ingresso na selecção sénior  e eu não fujo à regra, alias já passei pelas  selecções dos escalões inferiores. Por isso, vou continuar a lutar para que este sonho se torne realidade”, disse.

Josué sente-se regozijado com o  apoio que encontra no seio da família,  elemento que ele afirma  ser um dos factores que tem contribuído bastante no seu franco progresso nesta  ainda sua curta carreira.“O meu estado anímico nesta fase é bastante  alto e isso me permite dar passos importantes na minha carreira, tudo  pelo facto de  eu ter encontrado um grande apoio da família  porque a minha maneira de estar no futebol lhes tem  convencido bastante”, disse.

“Por isso, além de pensar em jogar nos Palancas,  penso igualmente ingressar num clube estrangeiro”, acrescentou o atleta, que recorda com  saudades aquele que considera um dos grandes feitos da sua carreira no último torneio Zé Dú.” Aconteceu este ano no aniversário do camarada presidente José Eduardo dos Santos”, explicou.

“Perdemos  a final com a Academia de Futebol de Angola. Jogando pelos Sub-20 recebi o troféu das mãos do Presidente e,  para a minha surpresa, saí  estampado na primeira página do Jornal dos Desportos. Isso incentivou-me  bastante a continuar a carreira”, conta.Vi que,  no desporto, podemos conseguir muita coisa. Aliás  foi graças ao futebol que pude conhecer vários países africanos e europeus, com destaque para a França no último torneio de Toulon,  em que fui titular . Deste modo apelo à juventude a enveredare pelo desporto porque é também o melhor caminho que permite a inserção na sociedade”, recordou.

SONHO
Jogador quer
outro patamar


Josué almejava  atingir patamares  quer a nível nacional quer internacional, mas  diz acreditar que tudo pode acontecer ao seu tempo porque a seu ver o mais importante é continuar a trabalhar sério e com muita crença num futuro promissor.\"Todo jovem  almeja sempre em chegar o mais longe possível e eu não fujo a regra. Por isso, vou trabalhar incessantemente  para que os meus sonhos sejam alcançados e acredito bastante nesta possibilidade  tendo em conta os incentivos que tem recebido das pessoas próximas\",  disse.

O guarda-redes do Kabuscorp do Palanca  disputa a titularidade  com Elber e Rubian, atletas com longa experiencia no Girabola,  não obstante isso,   o atleta diz não estar preocupado com a titularidade, sublinhado que  em primeiro lugar está a humildade.\"Devemos ter calma humildade e respeito pelos colegas que algum dia forem  indicado pela equipa técnica e saber esperar a nossa vez e acho mesmo que a minha vez está para chegar, tenho tido muita paciência\", disse.