Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Lees conformados com pouco

05 de Fevereiro, 2018

A equipa comprou o que necessita e espera que todos os reforos faam a sua parte

Fotografia: Antnio Soares | Edies Novembro

O plantel do Sporting de Cabinda foi reforçado, pois, recebeu oito caras novas. Duas delas, são provenientes do Congo, nenhum deles é \" nome sonante\", porque a direcção leonina preferiu não entrar em loucuras, para evitar gastar mal o pouco que tem, justificou-se o presidente.
A equipa comprou o que necessita e espera que todos os reforços façam a sua parte, pois, por mais que os adeptos peçam, a direcção sabe que não tem como competir com quem tem os bolsos cheios.
\"Neste momento, temos de ser realistas e reconhecer que não podemos ter ambições desmedidas, temos de aceitar que não podemos ter os atletas que queremos\", garantiu.
O plantel para 2018 é de 26 atletas, o Sporting está sem dinheiro para sair atrás de craques. A direcção e o corpo técnico concluíram que era melhor apostar na manutenção, por isso, retiveram os melhores jogadores e foram comprar a qualidade que faltava.
\"Sobreviveram 18 da equipa que disputou o campeonato da segunda divisão, fomos à busca de 8 reforços. Nenhum deles é  nome sonante do nosso futebol,  chegam para satisfazer as nossas necessidades\", justificou.
Os leões estão longe da estabilidade financeira dos anos anteriores, todavia, a realidade agora é outra. O elenco dirigido por Manuel Coelho fez um esforço de gastar bem, para permitir que esta época a província estivesse representada no Girabola ZAP.
\"Vamos lutar com o que temos, uma equipa modesta como a nossa, não tem ambições desmedidas nas contratações e nos lugares de classificação, o mais importante é ficar na primeira divisão. É essa a meta, o resto vem com o tempo\", afirmou.
A luta pela manutenção exige sacrifícios aos dirigentes, técnicos e atletas, ainda mais agora em que o campeonato passa a ser de curta duração.
\"Vai ser complicado para todos, vamos lutar com o que temos para atingirmos os nossos objectivos. Temos o plantel que nos satisfaz e vamos tentar fazer sempre mais em cada jogo\", garantiu Manuel Coelho.
O Girabola ZAP passa a durar de Fevereiro a Agosto e os 26 jogadores do Sporting de Cabinda vão ser forçados, como os das demais equipas, a fazerem um esforço físico extra para disputarem as 30 jornadas em curto espaço de tempo. \"Quando se encurta o campeonato, como aconteceu, há mais esforço por parte de todos. Os jogadores têm de gastar mais energias, porque