Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Libolo empata no Madagáscar

Ant?nio de Brito - 09 de Abril, 2017

Tetracampeão nacional marcou primeiro mas deixou-se empatar pelo Cnaps

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa principal de futebol do Recreativo do Libolo empatou (1-1) ontem, no Estádio Nacional de Antananarivo, diante do Cnaps do Madagáscar, em desafio referente à primeira mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação.

O tetracampeão nacional, mesmo jogando na condição de visitante, entrou melhor no jogo. O treinador Vaz Pinto apostou numa equipa literalmente ao ataque, com Ricardo Baptista à baliza, quarteto defensivo formado por Mariano, Jaime, Celson e Eddie Afonso, na linha intermédia colocou Ito, Sidney, Kaya e Nandinho, sendo que as despesas do ataque foram entregues a Viete e Mamadou Diawara, num claro (4-4-2), pois o objectivo era o de conseguir um resultado satisfatório para jogar sossegado no desafio da segunda mão, no próximo sábado, em Calulo.

O conjunto do Cuanza Sul perante à equipa adversária não se intimidou, circulava a bola pelos corredores laterais. No meio campo, os quatro jogadores utilizados por Vaz Pinto, nomeadamente Sidney, Ito, Nandinho e Kaya, dificultavam as iniciativas de jogo do Cnaps Sport do Madagáscar.

Bem a defender e atacar, o Recreativo do Libolo criou situações claras de golo, mas não as concretizava Ao intervalo as duas equipas terminaram empatadas sem golos.

No regresso dos balneários, o Libolo manteve a pressão sobre o conjunto anfitrião, mas os golos não surgiam. Viete e Mamadou Diawara davam trabalho aos defesas malgaxes. Aos 67 minutos, a equipa angolana adiantou-se no marcador por intermédio de Kaya. O médio do Libolo a pareceu numa zona privilegiada, para fazer o golo, sem qualquer oposição.

A equipa de Vaz Pinto não dava espaço de manobra ao Cnaps, e obrigou-a a recuar no terreno. Aos 91 minutos, os visitados restabeleceram a igualdade.