Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Londaka elogia posio da direco

Augusto Panzo - 09 de Dezembro, 2017

Mdio - trinco nega recear o lugar porque os atletas que integram o grupo so na maioria seus conhecidos

Fotografia: Francisco Bernardo |EDIES NOVEMBROS

O reforço do plantel do Domant FC de Bula Atumba para a época futebolística de 2018 mereceu os elogios do médio - trinco Londaka, capitão do conjunto do Bengo durante as últimas duas temporadas, que considera \"óptimas\" as escolhas da direcção do clube.
Sobre os reforços, Londaka afirma não haver muito a recear, na medida em que os atletas solicitados para integrarem o grupo às ordens do técnico Francisco André \"Kito\", são maioritariamente conhecidos.
\"São jogadores conhecidos, já os defrontámos nos anos anteriores, quando estes actuavam noutras equipas. São colegas que dão garantias. Penso que tanto a direcção, como a equipa técnica fizeram boa escolha\", afirmou.  
Quanto aos colegas dispensados, o jogador reconheceu ser difícil não contar com a colaboração de alguns dos antigos colegas, por estarem dispensados, mas diante dessa realidade Londaka não tem muito a comentar.
\"Apesar de ser capitão, eu sou simplesmente um atleta, por essa razão devo respeitar a posição da equipa técnica. Claro que não é muito bom ver colegas que connosco trabalharam durante um certo tempo partirem, e desfazer-se um grupo que esteve em coesão. Temos de respeitar as decisões da equipa técnica, e continuar a trabalhar para frente\", disse.
Às ordens de Francisco André \"Kito\" estão neste momento a trabalhar, cerca de 40 jogadores, num plantel que se quer fixado em 30, razão pela qual Londaka promete trabalhar intensamente, de maneiras a manter o  lugar cativo no grupo.
\"De facto, a equipa técnica pensa fixar o plantel em 30 jogadores, neste momento estamos a trabalhar na ordem de 40 jogadores, aproximadamente. Isso, exige de cada um de nós mais empenho nos trabalhos, de maneira a que consigamos ter os lugares cativos no grupo quando a equipa técnica fizer a última escolha\", avançou.
Ainda à respeito disso, o capitão do Domant FC na época passada disse que o ajuste do grupo em termos de número de jogadores cabe à equipa técnica, que tem o poder de avaliar a capacidade técnica e física de cada jogador, ao cabo deste período de triagem.
\"Penso que cabe à equipa técnica definir quem fica e quem sai, depois de avaliar o resultado do desempenho de cada um de nós ao longo dessa primeira fase de aprumo, que resulta na escolha dos que dão garantias ao plantel\", apontou Londaka.  

Prontidão
Capitão sem medo da concorrência


A presença de novos colegas que foram contratados para engrossar o plantel do Domant FC de Bula Atumba para a próxima época futebolística, que arranca a 4 de Fevereiro, traz consigo a respectiva concorrência que Londaka anunciou não temer, a escolha definitiva para se saber quem fica ou deixa o grupo depende muito do empenho individual de cada. 
\"Para mim, a concorrência é um mal necessário porque onde existir, obriga a que as pessoas trabalhem mais. No meu caso, por exemplo, desde que haja um maior número de jogadores disponíveis para a cobertura da minha posição, vou ter de me empenhar mais no trabalho para convencer o treinador. Daí, a vantagem da concorrência, porque leva-nos a redobrar os esforços\", revelou.
O ambiente entre os antigos e os novos integrantes do plantel mereceu igualmente elogios da parte de Londaka, porque existe um relacionamento salutar, pois, os jogadores mantêm encontros entre si, quer a nível do clube, como fora.
\"O ambiente entre nós é salutar, dado que para além de nos encontrarmos no local dos treinos, também nos encontramos lá fora, porque também somos amigos fora deste campo\", revelou o jogador.
Indagado sobre as perspectivas imediatas do treinador Francisco André \"Kito\" constituir o plantel definitivo, Londaka disse não acreditar muito que isso venha a ocorrer tão cedo, na medida em que o Girabola Zap de 2018 vai arrancar a 19 de Fevereiro.
\"Penso que o plantel definitivo deve ser encontrado na primeira quinzena de Janeiro de 2018, na medida em que o grupo vai efectuar o estágio a Benguela apenas na segunda quinzena do próximo mês. Isso, faz-me deduzir que durante este mês ainda não vai ser possível ao técnico escolher o plantel definitivo\", concluiu.
O Domant FC de Bula Atumba regressa ao Girabola Zap, depois de duas épocas a competir na Segundona, por ter baixado de divisão em 2015.

Empenho
Reforços mostram
entrega nos treinos



O grupo de 11 jogadores que se encontram em observação, pelo treinador Francisco André \"Kito\", com o propósito de serem contratados pelo Domant FC de Bula Atumba como reforços para a época desportiva de 2018, trabalha com um esforço redobrado para convencer a equipa técnica e assegurar um lugar no plantel.
Isto, é bem visível nos trabalhos que o grupo leva a cabo desde segunda-feira na praia da vila de Cacuaco, local onde o Domant FC realiza as sessões de preparação física geral e recreativa.
       O grupo é na maioria composto por jogadores vindos das equipas do 1º de Agosto, Petro de Luanda e Progresso do Sambizanga, todas da Primeira Divisão, razão que os levam a demonstrar mais valia no mercado futebolístico.
       Fazemos aqui referência de jogadores, como Luís, Gria, Boss, Dadão Bile, Gaby, Mona, Coyó e Manucho, provenientes da equipa do ex -RI 20, alguns com passagem no Clube Desportivo da Huíla e que procuram um lugar no seio do Domant FC.
     Conta-se, igualmente, com a concorrência de Dax que vem do Progresso do Sambizanga com a missão de mostrar qualidade, para convencer o treinador Kito André a garantir-lhe o lugar no grupo.
 Missão semelhante persegue Vidinho e  Balacai, a dupla que veio do Petro de Luanda,  que tem de mostrar -se nos treinos, de maneira a justificar o nome do clube da procedência, incumbência igual reservada a Luyindula, o ala direito vindo do Atlético Sport Kalonji (ASK) Dragão do Uíge.