Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Luanda conquista torneio nacional Elas em campo

Gaudncio Hamelay-Lubango - 21 de Maio, 2018

A equipa da capital valeu-se da vantagem dos golo - average

Fotografia: Jornal dos Desportos

A selecção provincial de Luanda conquistou na cidade do Lubango, o torneio nacional de futebol feminino, denominado “Elas em Campo”, ao golear na última jornada a sua similar do Cunene, por expressivos 9-0. Na segunda posição classificou-se a congénere do Huambo, que cilindrou o Cunene, por 9-0. A equipa da capital valeu-se da vantagem dos golo - average, mais dois, para erguer o troféu.
Durante quatro dias, de 14 a 18, as jogadoras de Luanda, Malanje, Huambo, Cunene e Huíla proporcionaram um verdadeiro espectáculo da bola ao imenso público que se deslocou ao Estádio do Ferroviário da Huíla. Apesar do pouco tempo de competição, ficou patente a existência de talento no seio do sector feminino, falta apenas o aprimoramento do rigor nos aspectos técnicos e tácticos.
No final do torneio, o treinador da selecção provincial de Luanda, Maninho Loide, era um homem visivelmente feliz com a conquista do troféu. O técnico valorizou a conquista e sublinhou que foi com luta, empenho e sacrifício que venceram a competição.
 “Foi uma vitória conquistada com sacrifício, determinação, luta, empenho e vontade. As nossas condições em Luanda, que todo o mundo criticou e falaram-nos mal, mas viemos aqui a pensar sempre que mesmo nas dificuldades podemos avançar para vencer. E, assim aconteceu, com a nossa conquista deste torneio”, enalteceu.
“Aquilo que vimos hoje, a nível do mundo, sobretudo, na América, Europa e África onde algumas selecções como a Nigéria e Ghana estão mais evoluídas, nós estamos a trabalhar para chegarmos a esse ponto. Precisamos de trabalhar muito mais ainda, do que trabalhamos hoje. Algumas pessoas têm vontade e técnica, mas precisam de trabalhar ainda”, reconheceu.
 Maninho Loide louvou a iniciativa de todos governos provinciais que apoiaram as suas selecções para participarem no evento e felicitou a organização pela forma como as caravanas desportivas foram acolhidas pelos huilanos. “Esperámos, que com este torneio, este futebol renasça com muita dedicação e empenho, porque estamos nessa luta para ver se o futebol feminino sai deste marasmo”, realçou.
 Disputado no sistema de todos contra todos a uma volta, à equipa vencedora, ao cabo das cinco jornadas somou 10 pontos, fruto de três vitórias, um empate, nenhuma derrota e 20 golos marcados. Na segunda posição classificou-se a congénere do Huambo, que cilindrou o conjunto do Cunene, por 9-0, na diferença dos golo - average, com menos dois tentos.
 A atleta Arminda Lopes, da selecção de Luanda foi a melhor marcadora do torneio,  apontou 10 tentos, enquanto Rita Gabriel José levou o troféu de guarda-redes menos batida, por sofrer apenas 3 golos. A selecção do Cunene ficou com a taça de equipa fair - play.