Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Manucho Barros desperta cobia

Paulo Caculo - 30 de Novembro, 2012

Camisola 24 da equipa da Polcia estuda renovao do contrato

Fotografia: Jornal dos Desportos

Manucho Barros está a ser muito cobiçado pelo Recreativo da Caála, FC Bravos do Maquis e Kabuscorp do Palanca, que o pretendem contratar em 2013. O avançado do Interclube tem proposta de renovação para permanecer no clube, mas alguns pormenores do contrato estão a retardar o acto de assinatura. O Jornal dos Desportos soube que o atacante manifestou o desejo de continuar a prestar serviço à equipa orientada por Bernardino Pedroto. Como prova disso, Manucho tem se mostrado disponível para discutir os pormenores do seu contrato, estando tudo bem encaminhado para que o jogador coloque o “preto no branco” nos próximos dias.

O facto de mais três clubes terem manifestado o desejo de entrar na disputa pelo passe do avançado pode, segundo analistas, complicar a viabilização do contrato, pois, segundo consta, Caála, Kabuscorp e Bravos do Maquis avançaram já propostas contratuais com valores tentadores, estando o representante do atleta a avaliar a possibilidade de fechar o negócio com uma dessas agremiações. Embora tudo leve a crer que Manucho Barros continua a ser jogador do Interclube nas próximas duas temporadas, não está posta de parte a hipótese do mesmo mudar de camisola em 2013. O avançado sempre disse estar feliz no 22 de Junho, clube em que se tornou campeão do Girabola em 2010. A juntar a isso, estão os títulos da Taça de Angola de 2011 e Supertaça 2012.

CARREIRA
O contrato de Manucho com o Interclube termina a 31 de Dezembro próximo. O experiente avançado, de 27 anos, pode renovar por mais duas épocas, tal como fez no final de 2010, altura do desfecho do último contrato. As suas excelentes exibições na época em que o clube se sagrou campeão do Girabola, estão a contribuir para Bernardino Pedroto acreditar nas potencialidades do jogador. Manucho é um dos jogadores influentes na manobra ofensiva da equipa de Bernardino Pedroto, facto que pode motivar a direcção a privilegiar a renovação do vínculo com o atacante, dado estar a ser muito cobiçado por alguns clubes.


GIRABOLA 2013

Interclube quer
jogadores decisivos


O Interclube já definiu o perfil dos reforços a serem contratados no quadro da preparação da época de 2013. Após a confirmação do médio ofensivo Tucho, proveniente do ASA, uma aposta forte de Pedroto, a direcção dos polícias continua a procurar jogadores de alto nível, mas que não tenham um custo elevado. O interesse em trazer reforços de ponta, com custo acessível e ao nível do bolso do clube, não tem sido uma tarefa fácil, sobretudo num mercado em que a tendência tem apontado para preços muito altos. Como a direcção de Alves Simões não está disposta e tão-pouco preparada para entrar em “loucuras” pela contratação de mais-valias, a estratégia tem sido encontrar jogadores de qualidade a preço acessível.

Como deixou perceber o presidente do Interclube, numa entrevista recente ao nosso jornal, o clube está engajado em assegurar reforços sem grandes custos para o clube, porque “o orçamento não permite muito”. Um dos grandes objectivos da direcção da equipa da Polícia é reencaminhar, a partir de 2013, a equipa para os títulos. O fracasso na campanha nas Afrotaças, na Taça de Angola e no Girabola já faz parte do passado, razão pela qual o clube começou a encetar contactos com alguns jogadores no mercado interno e além-fronteiras, no sentido de encontrar mais-valias para o plantel.

À excepção do médio Tucho, os demais reforços estão a ser guardados a sete chaves. Nada transpira à imprensa. Tudo é mantido no “segredo deuses”. A direcção está apostada em realizar uma gestão discreta e sem muitos alaridos. Como polícias e homens da ordem, estão a trabalhar no máximo sigilo para que nada transpire fora da sua sede. PC