Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Massunguna e Bob no "onze" da CAF

Jorge Neto - 19 de Julho, 2018

Campeo nacional volta a empatar na competio continental e obrigado a vencer os dois jogos em casa

Fotografia: Kindala Manuel | Edies Novembro

A dupla de centrais da equipa do 1º de Agosto foi eleita como a melhor da 3ª jornada da fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos, constando do \"onze\" inicial da ronda, no jogo em que empataram sem golos, em Ndola, diante da formação do Zesco United da Zâmbia.
Os dois experientes jogadores tiveram uma tarde de muito trabalho na última terça-feira, no estádio Levy Mwanawasa, devido a forte disposição ofensiva do conjunto zambiano, que procurou o golo durante todo o desafio.
Porém, a intervenção do guarda-redes Tony Cabaça foi igualmente fundamental para o empate nulo, o camisola 12, teve tudo para constar desta lista restrita dos onze melhores jogadores da jornada, em função das sete defesas nos remates enquadrados com a baliza, de um total de 27 tentativas feitas pelos zambianos.
O ataque continua a ser o elo mais preocupante da equipa do 1º de Agosto, em três jogos na fase de grupos marcou apenas um golo, de autoria de Mongo, na primeira jornada, diante do Etoile Sportive du Sahel da Tunísia, no empate (1-1) registado no Estádio 11 de Novembro.
Com o resultado  de terça-feira, os pupilos de Zoran Maki continuam na última posição da tabela de classificação, agora com dois pontos, os mesmos que a formação do Zesco United. Na segunda posição está o Mbabane Swallows de Eswatini (ex-Swazilândia), com quatro pontos. O grupo (D) é liderado pelo Etoile Sportive du Sahel da Tunísia, com sete pontos e bem encaminhado para a qualificação aos quartos-de-final.
No outro jogo do grupo, os tunisinos, mesmo jogando fora de portas, venceram o Mbabane Swallows, por 3-0, e comprovaram o favoritismo frente ao seu adversário, que, apesar da derrota por números expressivos, conservou a segunda posição.
O empate do 1º de Agosto coloca a equipa numa posição de esperança em relação a qualificação aos quartos-de-final, pois a calculadora permite que os militares atinjam o seu objectivo, caso somem vitórias nas duas recepções que farão ao Zesco United e ao Mbabane Swallows, e conquistem, pelo menos, um ponto em casa do Etoile Sportive du Sahel.
Os bicampeões nacionais terão o teste de fogo no dia 27 do corrente, sexta-feira, frente aos zambianos, cumprindo deste modo a dupla jornada da maior competição futebolística à nível de clubes do continente.

GIRABOLA ZAP
Campeão prepara clássico


Depois de um empate nulo, no jogo com o Zesco United da Zâmbia, para as competições africanas, a equipa do 1º de Agosto começa hoje a partir das 8h00, no Estádio França Ndalu, a preparar o clássico de domingo às 17h00, no Estádio 11 de Novembro, ante o Petro de Luanda, referente à 25ª jornada do Girabola Zap, em que tem como objectivo regressar às vitórias na competição.
Os bicampeões nacionais regressaram ao país ontem, no final do dia, com um ponto na bagagem, após empate para a Liga dos Clubes Campeões Africanos, envolvidos num ambiente de grande motivação.
O embate diante dos petrolíferos começa a ser projectado a partir de hoje, com a convicção de que pode ser determinante para a conquista do título, em caso de vitória, mesmo a faltarem  cinco jornadas para o final do campeonato.
No desafio com o Zesco United da Zâmbia, na terça-feira, o técnico sérvio Zoran Maki fez várias alterações na equipa, deixou no banco de suplentes alguns jogadores titulares, casos de,Isaac, Buá, Paizo e Jacques, a pensar na deslocação ao encontro do Petro de Luanda.
O extremo Geraldo abandonou o relvado aos 42 minutos, por precaução, ressentiu de algumas dores musculares, depois de dois jogos de ausência no Girabola Zap, após  recuperar de uma lesão no tornozelo. Há a expectativa, se o canhoto consta das opções da equipa técnica, para o clássico de domingo.                  

ATAQUE MOSTRA FRAQUEZA
Adeptos militares clamam por Rambé


A crise de golos que o ataque da equipa do 1º de Agosto atravessa esta época faz com que os seus adeptos não esqueçam o avançado cabo-verdiano Rambé, melhor marcador do conjunto militar na época passada.
Nas redes sociais, Facebook e Watsapp, os apoiantes agostinos têm mostrado a sua interrogação quanto a ausência do goleador, que no único ano que vestiu a camisola rubro-negra marcou 11 golos no Girabola Zap e um na Taça de Angola.
Os 12 golos apontados pelo avançado não deixaram indiferentes os adeptos que questionam os motivos da saída do mesmo, em função da direcção do clube não ter renovado o contrato, quando tudo indicava que o mesmo tinha números suficientes para continuar a representar os bicampeões nacionais.
Rambé chegou com algum atraso à equipa agostina, não fez a pré-época e nem oito jogos, ficando à frente na artilharia dos militares que teve o extremo Geraldo, com oito golos, na segunda posição. O avançado cabo-verdiano completou os 11 golos precisamente na 23ª jornada do Girabola Zap de 2017, quando na mesma altura Jacques somava apenas sete finalizações.
O Jornal dos Desportos soube que o empresário do jogador quis, inclusive, baixar o seu salário, mas as negociações com a direcção do clube foram interrompidas, sem nenhuma explicação plausível.
Os adeptos mostram-se insatisfeitos pelas contratações feitas pelo clube, citando principalmente o avançado nigeriano Razaq, que marcou apenas um golo no Girabola Zap, considerado por muitos como uma \"má opção\", por não se ter adaptado as exigências de uma formação, que luta sempre pelos títulos nas competições onde estiver engajadas, sendo esta época, o Girabola Zap e a Liga dos Clubes Campeões Africanos. 
Desde a saída do goleador Gelson, no final de 2016, a camisola número 27 tem sido \"assombrada\", pois os jogadores que a usam têm dificuldades em se manter na formação do 1º de Agosto.  
Num momento em que os bicampeões nacionais precisam de golos, pois nos últimos nove jogos empataram oito vezes, venceram apenas em uma ocasião, marcou em três desafios e goleou uma vez.
No total foram apontados sete golos, devido a goleada por 5-0  aplicada ao Kabuscorp do Palanca, na 20ª jornada do Girabola Zap.