Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Militares progridem com firmeza

Jorge Neto - 20 de Agosto, 2018

Campeo nacional foi a nica equipa do grupo D a pontuar no estdio Sousse esta poca

Fotografia: M.Machangongo | Edies Novembro

Ao empatar a um golo diante do Etoile Sahel, na Tunísia, com golo de Dany Massunguna, o 1º de Agosto somou um importante ponto na corrida à qualificação aos quartos-de-final da Liga dos Clubes Campeões Africano e protagonizou um feito que nenhum dos outros dois adversários do grupo D conseguiu nesta edição, pontuar no estádio Olímpico de Sousse.
Com o resultado alcançado sábado, os bicampeões nacionais estão mais próximo da outra fase, pois dependem apenas de si para cumprirem o primeiro objectivo. Os militares que recebem na última jornada, dia 28 de Agosto, no estádio 11 de Novembro, a equipa do Mbabane Swallows de Eswatini (ex-Suazilândia), podem carimbar o passe diante dos seus adeptos.
Para lograr a meta trançada os rubros e negros precisam de vencer em casa para assegurarem a segunda posição já que o Zesco United da Zâmbia, terceiro classificado, recebe nesta ronda o Etoile du Sahel da Tunísia, uma formação que ainda não perdeu e lidera o grupo já apurada.
Os zambianos aplicaram uma goleada de 0-3 aos eswatinis, fora de portas, um desfecho que os coloca igualmente na concorrência para a segunda e última vaga do grupo D, com cinco pontos e tem a seu favor o facto de enfrentar um adversário tunisino já apurado.
No jogo de ajuste de contas frente ao único adversário com quem perdeu na presente edição da Liga dos Campeões, o 1º de Agosto tem a oportunidade de vingar-se diante do Mbabane Swallows e assegurar a qualificação aos quartos-de-final, cujo sorteio será realizado no dia 6 de Setembro, para conhecer o próximo adversário.
O queijo e a faca estão na mão dos militares que terão o público a seu favor para motiva-los à aliarem a boa exibição e um excelente resultado, no estádio 11 de Novembro, local onde empatou a um golo com o Etoile du Sahel da Tunísia e venceu o Zesco United da Zâmbia, por 2-1, numa reviravolta épica no último minuto de compensação.
A partida na Tunísia diante do adversário mais forte do grupo demonstrou que os agostinos têm estofo para esta competição. A esteve inclusive em vantagem aos onze minutos com o golo de cabeça do capitão e defesa-central Dany Massunguna. O empate aconteceu apenas aos 86\' num jogo bem disputado e equilibrado.
Os objectivos traçados esta época pela direcção liderada por Carlos Hendrick está mais próximo de serem concretizados, embora reconhecem que não será uma tarefa fácil, mas estão mais próximo e dependem apenas de si.