Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Moco pode trocar Polcias pelo Progresso

22 de Junho, 2019

Jogador dos polcias esteve na ltima poca no FC Bravos do Maquis

Fotografia: Miqueias Machangongo| Edies Novembro

O avançado Moco, que na última temporada foi inscrito pelo FC Bravos do Maquis por empréstimo do Interclube, pode representar o Progresso Sambizanga na época  futebolística 2019/2020, que abre a 4 de Agosto, com a disputa da Supertaça, entre o 1º de Agosto (campeão nacional) e Clube Desportivo da Huíla (finalista vencido da Taça de Angola). O atleta aguarda apenas pela formalização do empréstimo, por parte do clube da Polícia. 

O atleta  aguarda ansioso pela nova cedência e garante  que vai para o Progresso  Sambizanga, por ser um clube com história a nível doméstico, pois segundo o mesmo, "é um clube com tradição em Angola". "O Progresso Sambizanga é uma boa equipa, que na época passada fez uma boa temporada. Por outro lado, conheço alguns jogadores da equipa e sei que posso muito bem me adaptar lá ", disse. 

As poucas oportunidades que o avançado dos polícias teve na formação do FC Bravos do Maquis, onde esteve por empréstimo do Interclube, levou o atleta a procurar por um outro clube, no sentido de relançar a sua carreira desportiva. 

"Os últimos dois anos, não correram bem do meu lado, pois fui pouco utilizado no Interclube e devido a uma lesão não cheguei a jogar pelo FC Bravos do Maquis. Agora com esta oportunidade, quero regressar aos jogos e com um novo treinador tenho a certeza que as coisas vão correr bem. Como sabe, sou um ponta de lança e a minha função é marcar golos, por isso espero cumprir com a minha tarefa na próxima equipa e assim regressar à selecção nacional, outro meu grande objectivo na carreira", referiu.

Moco estreou-se na primeira divisão ao serviço do Interclube, em 2008,  e de lá pra cá nunca representou um outro clube, pelo que o atleta está a viver este momento com muita ansiedade . Para além do Progresso Sambizanga, outros clubes mostraram-se igualmente interessados na corrida pelo atleta. 

"Há mais clubes interessados nos meus serviços para além do Progresso, mas como disse, preferi a equipa do Sambizanga, porque dá alguma garantia na luta por um lugar nas Afrotaças", disse. O avançado do Interclube, terceiro melhor marcador  do campeonato de 2015, com 12 golos, menos um que Yano e Meyong, foi fundamental na manobra dos polícias naquela época.

Depois de uma época menos proveitosa, não disputou qualquer jogo por conta de uma lesão, Moco espera voltar a sorrir ao serviço do Progresso Sambizanga, caso a direcção do Interclube aceite cedê-lo por empréstimo. O internacional angolano mostra-se empenhado em fazer uma boa época, consciente da importância que isso terá para recuperar o tempo perdido."Quero estar preparado para a nova época, pois desejo que a mesma corra bem para mim. Acredito que a próxima temporada vai ser muito melhor", disse o goleador formado na equipa da Polícia.