Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Nandinho corre para titularidade

Paulo Caculo - 04 de Outubro, 2018

Mdio Nandinho um dos jovens chamados pelo seleccionador nacional e espera agarrar um lugar no

Fotografia: Contreiras Pipas | Edies Novembro

A grande abertura proporcionada pelo técnico dos Palancas Negras, Srdjan Vasiljevic, aos jovens talentos, para que justifiquem a qualidade ao serviço da Selecção Nacional, tem sido interpretada pela maioria dos jogadores como a oportunidade soberana, para conquistarem um lugar na Selecção de Honras.
Isso mesmo ficou provado nas declarações proferidas ontem, aos jornalistas, pelo médio Nandinho, um dos muitos jovens chamados pelo seleccionador nacional, para reforçar a convocatória, visando o jogo do próximo dia 12, em Luanda, ante a Mauritânia, referente à terceira jornada da eliminatória de acesso ao CAN de 2019, nos Camarões.
“Estou feliz por estar aqui e acredito que outros jovens também estão felizes. Esta abertura proporcionada pelo seleccionador é muito boa e gratificante para nós, os mais jovens da selecção”, afirmou Nandinho, assegurando em seguida estar disposto a “agarrar” a oportunidade com as duas mãos.
“Somos jovens e independentemente de quem ficar ou sair, não podemos baixar a cabeça, porque o futuro é para frente. Estou confiante no meu trabalho e quero continuar a dar o meu máximo, para merecer toda a confiança do seleccionador e, quem sabe, estar entre os titulares. Mas jogar já será muito bom, não importa se for de início ou saído do banco de suplentes”, acrescentou.O jovem, 20 anos, não esconde a enorme satisfação, pelo facto de estar de regresso à Selecção Nacional de Honras, depois de já ter sido escolhido para integrar o grupo que disputou a Taça COSAFA. Alimenta, por isso, o sonho de conquistar, definitivamente, o seu espaço entre os melhores jogadores da equipa nacional.
“O grupo ainda está a trabalhar com a parte dos jogadores convocados. Estamos à espera que chegam os demais atletas, sobretudo aqueles que jogam no exterior do País. A disposição é boa, os treinos decorrem bem. O seleccionador tem exigido de nós a máxima atenção no treino”, referiu.
Nandinho confessou, por outro lado, ter sido muito bem recebido e garante ser sempre um “prazer enorme” fazer parte da selecção nacional. Garante que o grande objectivo é trabalhar, para merecer a confiança do treinador e ser convocado para o jogo.
“Acredito na vitória. Viemos de um bom jogo frente ao Botswana, onde tudo correu-nos muito bem e vamos voltar a trabalhar para vencer no dia 12. Estamos confiantes na qualificação ao CAN”, rematou o jovem talento.