Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Nebl pode desfalcar o 1 de Agosto

15 de Março, 2018

Titular da equipa sofreu uma leso na perna direita no drbi com o Kabuscorp

Fotografia: kindala Manuel | Edies Novembro

O guarda-redes Neblú embarcou ontem à tarde com a equipa do 1º de Agosto para a cidade de Joanesburgo, África do Sul, apesar de estar em dúvida a sua  utilização no desafio de sábado às 17h00 no estádio Millpark, diante do Bidvest Wits, referente à segunda mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
O jogador costuma actuar na condição de titular, neste início de época não treinou durante as duas sessões da semana,  por estar a recuperar de uma lesão na perna direita, contraída no dérbi disputado no domingo diante da formação do Kabuscorp do Palanca, pontuável para a 5ª jornada do Girabola Zap.
O guardião foi substituído por Tony Cabaça, aos 43 minutos, após um choque com Nary, defesa palanquino, nos minutos iniciais do jogo. Apesar de mostrar vontade de continuar no jogo, Neblú ressentiu-se do \"encontrão\" , teve de deixar o relvado antes do intervalo.
Como precaução, para a visita ao Bidvest Wits, o técnico sérvio Zoran Maki além de levar Neblú convocou Julião e o experiente Tony Cabaça. A esperança é de que o jogador supere a limitação física antes do dia do jogo. Ontem, no período da manhã, o bicampeão nacional realizou no estádio França Ndalu, a última sessão de treinos no país, em que fez os acertos técnicos e tácticos que se impunham, dado o desafio decisivo. O conjunto militar trabalhou a movimentação ofensiva e defensiva, na lateralização de jogadas e a sua finalização.
Os agostinos estão cientes das dificuldades que a enfrentarem na África do Sul, mas depositam forte confiança na passagem para a fase de grupos da maior competição de clubes no continente. A equipa técnica garantiu que apesar de respeitar o adversário e querer defender a vitória (1-0) da primeira mão, não jogam recuados, pois, tal estratégia podia ser fatal.
O objectivo é manter a consistência defensiva e explorar os pontos fracos da formação do Bidvest Wits, identificados pelos campeões nacionais, para garantir que não sejam surpreendidos pelo conjunto sul-africano.
Viajaram para Joanesburgo os seguintes 21 jogadores: Neblú, Tony Cabaça, Julião - Dani Massunguna, Bobó, Yisa, Isaac, Paizo, Natael, Mingo Bile - Chow, Macaia, Ibukun, Mongo, Buá, Gogoró, Nelson da Luz - Geraldo, Fofó, Guelor e Jacques.

Lista restrita
de marcadores

A lista de marcadores da equipa do 1º de Agosto nas Afrotaças é limitada. Os campeões nacionais apresentam quatro marcadores em três jogos, que são jogadores com vocação atacante e apenas um é angolano.
O congolês democrático Jacques comanda os artilheiros com três golos em dois jogos, deixou as impressões digitais nos dois desafios com a formação do Platinum do Zimbabwe, repartiu dois na primeira mão e um na segunda. O avançado contratado ao Kabuscorp do Palanca é o principal abono de família dos militares nesta competição, onde o objectivo é atingir à fase de grupos.  
Mongo surge na segunda posição, com um golo, apesar de ser de sua autoria o primeiro tento dos rubro -negros nesta edição das Afrotaças, na primeira mão frente ao Platinum do Zimbabwe. O congolês democrático é um dos jogadores que mais remata à baliza e encaixou-se bem na formação militar.
O nigeriano Ibukun entra igualmente neste quadro, além de ser um excelente passador, está a tirar  o maior proveito do seu remate, principalmente, com o pé direito. Marcou no jogo de resposta contra os zimbabweanos. 
O único angolano que faz parte da lista é Geraldo, decidiu no desafio com o Bidvest Wits, na primeira mão, e mostra disposição em dar \"dores de cabeça\" aos adversários. O canhoto marcou de pé direito, na recepção aos sul-africanos.