Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Negcio fechado

Jorge Neto - 17 de Dezembro, 2018

Atleta abraa novo desafio na carreira com a transferncia para o Egipto

Fotografia: Vigas da Purificao

As negocia?es, dos ?ltimos dias, entre o 1? de Agosto e o Al Ahly do Egipto resultaram na contrata??o do avan?ado Geraldo, de 27 anos de idade, pelo vice -campe?o africano. O internacional angolano assinou o contrato por quatro ?pocas e meia, deixa o conjunto rubro - negro que representava desde 2015, conseguiu tr?s t?tulos de campe?o nacional.
O acordo foi rubricado no s?bado, na sede do clube rubro - negro, na presen?a do presidente de direc??o Carlos Hendrick, do vice para o futebol, Paulo Magueijo, do atleta, de Norberto de Castro e do emiss?rio da forma??o eg?pcia, Abdel Hafiz.
Com excelentes exibi?es ao longo da campanha africana, tornou-se uma das pe?as influentes da presta??o do semi-finalista afastado de forma injusta, que despertou o interesse desse colosso do futebol africano e um habitu? na contrata??o de estrelas angolanas.
Na disputa do passe de Geraldo, com o seu carrasco na disputa pela conquista da edi??o passada da Liga dos Campe?es, a forma??o das terras do Nilo levaram a melhor e redimiram-se da derrota sofrida na final da competi??o mais cobi?ada a n?vel de clubes.
Na aludida competi??o, o internacional angolano marcou quatro golos, tr?s na fase de grupos e um, na preliminar, aliado a algumas assist?ncias e boas exibi?es que contribu?ram para que os agostinos fizessem a maior traject?ria da sua hist?ria na prova.
Esta ?poca,? o jogador disputou dois dos seis jogos no Girabola Zap,? os dois da eliminat?ria da \"Champions\" com a forma??o do AS Ot?ho D?oyo do Congo Brazzaville, em que os tricampe?es foram eliminados de forma precoce.
Formado na Escola Norberto de Castro, Geraldo ? um jogador dotado de t?cnica refinada, detentor de bom drible tem conciliado a sua forte capacidade de desequilibrar os advers?rio no lance um para um. Ex?mio marcador de bolas paradas, foi sem de d?vidas a unidade mais valiosa do plantel, nos ?ltimos anos.??
A contrata??o de Geraldo ? a quarta, pelo Al Ahly do Egipto, em rela??o a jogadores angolanos, depois de Gilberto, Fl?vio Amado e Avelino Lopes, todos do Petro de Luanda, onde os dois primeiros fizeram hist?ria com aquela camisola.

NA HORA
DA DESPEDIDA




"Estou grato
ao 1º de Agosto"


O atacante Geraldo manifestou ontem, em entrevista exclusiva ? R?dio Cinco, a sua satisfa??o pela forma como decorreram as negocia?es e que culminaram com a transfer?ncia para o maior clube do continente africano.

O atleta agradeceu o carinho, o tratamento ao longo dos tr?s anos que vestiu a camisola rubro -negra. Enalteceu o empenho de todos os intervenientes, com destaque para Norberto de Castro, e um apre?o especial ao ex-internacional Gilberto, para que a transfer?ncia se efectivasse.

\"N?o podia deixar de abra?ar a oportunidade. Estou muito grato ao 1? de Agosto, pela oportunidade que me proporcionou de regressar ao pa?s,? tudo o que fez por mim ao longo destes anos. Desde a minha chegada ao clube fui sempre tratado como uma estrela, sou grato por isso\", reconheceu.?

\"Obrigado, pela forma como decorreram as negocia?es, ao \'meu pai\' Norberto de Castro e ao Gilberto, pessoa que goza de certo prest?gio no Al Ahly. Foi muito importante e contribuiu para o sucesso das negocia?es\", acentuou.?

O interesse manifestado pela forma??o eg?pcia e que teve na concorr?ncia o outro prestigiado clube africano, o Esperance de Tunis, ganhou for?a ap?s a brilhante carreira que o internacional angolano realizou na fase de grupo da Liga dos Campe?es.

\"O Al Ahly j? manifestava o seu interesse? h? algum tempo, mas devido ? campanha que fiz ao longo do campeonato e na Liga dos Campe?es, fez que o interesse deles se tornasse bem maior. Penso, que ? uma honra jogar num clube dessa dimens?o, no continente africano\", precisou.

\"? uma equipa que est? sempre a competir nas Liga dos Campe?es, em busca de t?tulos. ? um desafio grande na minha carreira\", admitiu na hora da despedida e agradeceu a forma como foi tratado pela direc??o, colegas e pela massa associativa militar.?

\"Saio, do 1? de Agosto, com o sentimento do dever cumprido, embora, um dos meus sonhos era ganhar a Liga dos Campe?es. N?o conseguimos, mas saio com o sentimento do dever cumprido. Espero um dia regressar a esta casa, que sempre me tratou bem. Neste momento, quero realizar este sonho. Espero ser feliz e desejo ?xitos ao clube\", sublinhou.?
Ant?nio J?nior

?