Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

O quinto lugar no satisfaz

Valdia Kambata - 04 de Janeiro, 2018

O quinto lugar obtido no Girabola Zap do ano passado não satisfaz a direcção do Interclube, por isso, a meta para a nova época futebolística, que arranca a 4 de Fevereiro próximo, passa por terminar o campeonato nacional num dos três primeiros lugares. A meta foi avançada ontem, na sede social do clube, pelo presidente Alves Simões, por altura da apresentação oficial do plantel para este ano.
\"O quinto lugar para o Interclube não satisfaz, pois, está muito longe daquilo que é o investimento feito e por isso temos que procurar melhorar . Sei que todos fazem e por isso vamos ter que trabalhar mais em relação ao ano passado e, se calhar, cumprir com aquilo que é o nosso objectivo. O Interclube é um clube que tem que estar entre os três primeiros classificados, fora disso é mau\", disse.
Alves Simões espera ter uma equipa unida e a jogar três vezes mais do que jogou na temporada passada. 
\"Uma equipa que tem estruturas e condições como a nossa tem que necessariamente, procurar fazer melhor do que a época transacta. Este é o nosso propósito, procurar fazer  melhor, ou seja, melhorar em todos os aspectos, como o bem jogar o futebol, com a qualidade que é requerida, e pontuar melhor em relação a época passada\", sustentou.
 O presidente do clube do Rocha Pinto mostrou-se, por outro lado, satisfeito com a entrada de Carlos Alberto Cardeau na equipa técnica do futebol profissional.
\"Olhando para esta equipa técnica posso dizer que é de muita qualidade, pois reforçamos com o Cardeau, que já foi treinador revelação no Girabola, digo o mesmo para o Rui (preparador físico) e os novos atletas. Os atletas demonstram vontade e  qualidade para podermos fazer muito melhor em relação a época passada\", sustentou.  
O dirigente da equipa da Polícia, cuja direcção cedeu por empréstimo ao 1º de Maio de Benguela o defesa central Wiliam, disse esperar por um Interclube mais veloz, ofensivo e com muita coesão defensiva, de forma a corresponder com as exigências da agremiação e dos adeptos.
Para atingir  os objectivo traçado para a temporada futebolística de 2018, os polícias  foram ao mercado  nacional e internacional contratar \"onze\" jogadores. O destaque vai para  Kaporal, que na época passada representou o 1º de Maio de Benguela, Ito e Landu (ex-Recreativo do Libolo). 
O plantel dos polícias  para a época 2018 é composto pelos seguintes atletas: Nelson, Landu e Rui (guarda-redes); Fabrício, Chonene, Tó Carneiro, René, Filipe,Valdez, Baca, Valy (Defesas); Pirolito, Mandinho, Lindala, Ito (médios trinco); Dasfaa, Jorginho, Mano Calesso e Karanga (extremos); Paty, Baby, Caleby, Silva e Dany (médios ofensivo); Moco, Pedro e Kaporal (avançados). 
O plantel dos polícias é formado por 27 atletas, sendo  dois  estrangeiros, nomeadamente Valy (cabo-verdiano) e Baca (congolês democrático).
Do plantel que disputou a época passada estão de fora 11 jogadores, com destaque para Richard (avançado), Duarte (médio) e Neblu (guarda-redes). A estes  três  jogadores  junta-se JB, Nandinho, Miguel, Ady, Kiloy, Vander e Roland.
   
ESTÁGIO
O Interclube vai realizar a sua preparação nas cidades de Luanda e de Benguela, esta última, onde vai realizar o estágio pré-competitivo, tendo em conta os próximos desafios.
Nos primeiros 15 dias, a equipa vai trabalhar os aspectos físicos em Luanda e o restante em Benguela, onde está agendado vários jogos de controlo com equipas  locais, não descartando a hipótese de realizar alguns encontros com equipas do Campeonato Nacional da Primeira Divisão.