Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Paixo Jnior iliba tcnicos

Avelino Umba - 25 de Dezembro, 2017

Presidente do clube sambila diz que situao financeira atrapalhou objectivos da equipa no Girabola Zap

Fotografia: Vigas da Purificao| Edies Novembro

Os problemas financeiros que o Progresso Sambizanga atravessa estão na base do fracasso da equipa principal de futebol na última época, realce para o Girabola Zap, competição em que terminou na nona posição. A revelação foi feita pelo presidente Paixão Júnior, em entrevista ao Jornal dos Desportos, quando avaliava a prestação do plantel que foi orientado pelo treinador Kito Ribeiro.
De acordo com Paixão Júnior, era ambição da direcção do clube sambila terminar o Girabola Zap nos lugares cimeiros e conquistar a Taça de Angola, mas, como disse, não foi possível pelos constrangimentos financeiros vividos ao longo do ano.
“A nossa reunião teve como objectivo principal fazer o balanço daquilo que foi a nossa actividade na ultima época futebolística que terminou em Novembro último. Só nos foi possível fazer agora, tal como disse anteriormente à comunicação social, confirmamos que o balanço foi extremamente negativo. Foi explicado aos membro do conselho de direcção as razões que estiveram na base deste fracasso, nomeadamente os problemas de ordem financeiro\", explicou.
Paixão Júnior assumiu que não tiveram problemas organizacional, sendo por isso a falta de dinheiro, o”calcanhar de Aquiles” para que a equipa de futebol não estivesse no seu melhor.
“Em algum momento houve falta de organização. A falta de dinheiro influenciou no comportamento da equipa técnica e dos jogadores, o que fez com que os nossos resultados não fossem os esperados”, disse.
Assegurou que sabia desde o início de que a época seria difícil, mas com fé e esperança de que com apoio dos seus patrocinadores podiam resolver os problemas financeiros e, naturalmente, buscar os resultados preconizados no início da época.
“Os nossos patrocinadores mostraram-se cépticos, dada as dificuldades, em função da conjuntura que vivemos em termos financeiros. Foram apoiando de forma tímida, o que fez com que tivéssemos apoios aquém para que a equipa pudesse ter um comportamento normal. Está foi a primeira grande constatação discutida e aprofundada e unânime de que as razões de ordem financeira estiveram na base dos resultados que tivemos no fim da época”, sublinhou.


ATÉ MARÇO DE 2018
Direcção sambila vai pagar dividas


O presidente de direcção do Progresso Sambizanga, Paixão Júnior, confirmou há dias, em entrevista ao Jornal dos Desportos, ter dividas (salários e prémio de jogo) não só com a antiga equipa técnica, encabeçada pelo treinador Kito Ribeiro, com todos os jogadores que fizeram parte do plantel na última época.
Com base nisso, Paixão Júnior comprometeu-se que a sua direcção tão logo tenha condições vai honrar os compromissos, quer com os treinadores, como para com os atletas, alguns deles, tal como o técnico Kito Ribeiro, não vão fazer parte do plantel na próxima temporada.  
“Nós, direcção do Progresso, não temos só pendentes com a equipa técnica, mas também com os jogadores, e isso vai ser resolvido na medida que vamos encontrando o dinheiro”, assumiu o responsável máximo da equipa do Sambizanga.
Apelou a união e a camaradagem do grupo nesta fase difícil para em conjunto encontrarem a melhor solução.
“Temos que negociar com as pessoas. Temos estado a conversar com os jogadores. Prometeram-nos algum dinheiro e na medida que vai chegando, vamos dar prioridade a esses pendentes. Não vamos deixar de honrar os nossos compromissos, ainda que for para assinar documentos, pagando de forma faseada, pois a ideia é pagar até final do primeiro trimestre do próximo ano”, prometeu.   
AU