Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Palanquinhas prosseguem preparao com entrega

Valdia Kambata - 15 de Agosto, 2019

Seleco Nacional de Sub-17 mostra atitude ofensiva que satisfaz equipa tcnica

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A Selecção Nacional de Sub-17  venceu, ontem, por 4-1,  a equipa principal de Sub-20 da Academia de Futebol de Angola (AFA), no prosseguimento da  preparação para a fase final  do Campeonato do Mundo da categoria,  marcado para 26 de Outubro a 17 de Novembro, no Brasil.
O jogo teve  duas partes distintas, em que os pupilos do seleccionador  Pedro Gonçalves aproveitaram  para todos terem tempo de  jogo  e assim se tirar as  melhores ilações sobre o combinado nacional.
Serviu, igualmente, para elevar a condição física do colectivo e as potencialidades individuais durante os processos do jogo, numa altura em que a equipa entra na fase derradeira de preparação.
Embora o resultado  não estivesse  em causa, a equipa da AFA entrou no jogo com a intenção de dificultar ao máximo os Palanquinhas, marcou o primeiro golo apontado por  Cláudio.
Os Palanquinhas,  com algumas alterações, deram a volta  ao resultado e acabaram por ganhar o jogo,  por 4-1,  com golos de  Capita, Estefânio e Bruno Castro,  por duas vezes.
Neste  primeiro  confronto, os Palanquinhas mostraram  falta de interligação, que aliás até é própria, em função dos novos jogadores que  estão em observação, segundo a equipa técnica.
O técnico Pedro  Gonçalves dispensou,  ontem,  os atletas para regressarem  aos seus  clubes que preparam  o começo do Girabola Zap 2019/ 2020,   depois de três dias de trabalho  intenso.
A Selecção  regressa  ao trabalho,  na segunda-feira , às 15h30, no  Estádio da Glória, no distrito da Samba, afecto à Academia de Futebol de Angola (AFA). Na quarta feira  efectua  mais um jogo treino, no Estádio França Ndalu, diante da equipa Sub-20 do 1º de Agosto.

SATISFAÇÃO
No final da partida,  o Seleccionador Nacional de  Sub-17 mostrou-se satisfeito  com  a atitude demonstrada pelos seus pupilos, no primeiro jogo treino  com vista  ao "Mundial",  no Brasil.
"Foi  um jogo em que pretendemos enquadrar  os atletas novos no seio da equipa, perceber o que poderão vir a dar à equipa,  com o potencial que possuem . Estamos no recomeço da época e cada um com diferentes momentos de forma física. Temos de fazer esse equilíbrio, não só no momento, mas também aquilo que poderão dar nesta missão do campeonato do mundo", disse. 
O responsável técnico  dos  Palanquinhas disse,  que neste período,  a maior preocupação  é a integração  de atletas novos. 
"Estamos mais preocupados com a integração dos novos atletas  e perceber qual o momento desportivo e  a partir daqui,  entrar numa outra fase de desenvolvimento e novamente  buscar os nossos conteúdos de trabalho colectivo, para mais tarde aferir quem são os nossos adversários", acrescentou.
Apesar dos trabalhas estarem a correr dentro da normalidade , o técnico salientou as ausências de alguns jogadores . "Ao longo destas duas semanas,  nunca conseguimos ter o grupo completo,  por diferentes situações, umas mais mediáticas  como a do Zito,  que foi integrado na equipa principal  do 1º de Agosto. Temos também o Domingos e o David que não estiveram presentes, pois, estão a trabalhar com a equipa principal do Interclube e ainda outras situações de atletas, que não estiveram presentes por questões escolares" , disse.

 DIÁSPORA
Quatro atletas dispensados


Os atletas oriundos  dos exterior, nomeadamente , Bruno de Castro ( de 14 anos de idade,  a jogar no Sacavenenses de Portugal), Estefânio  ( do Grémio do São Carlense do Brasil), Pedro  (do Mamelo di Sundowns da África do Sul), regressam aos  seus clubes,  foram dispensados por duas semanas para observação.
Quanto ao regresso  dos mesmo, o técnico da selecção de Sub-17 foi peremptório. " Temos de analisar caso a caso, em função da disponibilidade  de cada . Mas em preparação   e torneios oficiais,  como o  da Turquia,  já temos a intenção de integrar esses jogadores dispensados", explicou.
Quanto ao rendimento dos mesmos,  o técnico dos Palanquinhas mostrou-se satisfeito com os quatro atletas. "O Pedro  e o Cláudio já tinham feito parte da equipa,  para qualificação ao torneio da Cosafa, enquanto que o Bruno de Castro e Estefânio é a primeira  vez e vieram mais para observação", esclareceu.
"São os quatro que vieram para esta preparação e são duas situações diferentes. Bruno de Castro e Estefânio vieram  para a familiarização e perceber a linha orientadora do nosso jogo, porque para quem vem do futebol de formação,  vê depois algo diferente ", rematou.