Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Petro apresenta hoje plantel

Paulo Caculo - 05 de Fevereiro, 2017

Plantel tricolores é conhecido esta tarde em cerimónia de apresentação K

Fotografia: Kindala Manuel

De referir que não deve haver grandes novidades, o novo plantel dos tricolores volta a ser orientado pelo experiente treinador brasileiro, Beto Bianchi. Os médios Etah e Duarte e o avançado Jiresse, dispensados no final da época, são os destaques entre as  ausências no novo plantel da equipa. O médio - trinco Chara surge como reforça dos quadros técnicos dos escalões de formação do clube.

 Entre as caras novas, também se destaca Nandinho, Rubinho e Toni, estes dois últimos brasileiros, que chegam ao conjunto do vice -campeão nacional de 2016, com boas referências. Integram ainda o plantel, os ex -juniores Mualucano, Eliseu, Pedro e Paizinho. Integram o grosso de jogadores que dão corpo ao projectos da equipa no Girabola e na Taça de Angola,  Lamá, Mira, Ari, Maludi, Elio, Wilson, Diógenes, Carlinhos, Manguxi, Job, Mig, Mateus, Bebo, Herenilson, Mabiná, Gerson, Abdull e Tiago Azulão.

 Do plantel, compõem a actual relação dos ricolores, 14 médios, quatro  guarda-redes, seis  defesas, três dos quais centrais e apenas dois (1) avançado -nato. A luta pela titularidade afigura-se intensa, facto que pode começar hoje a ser evidenciado com a entrega dos jogadores no primeiro jogo de apresentação da equipa aos adeptos.

 O jogo de apresentação do plantel tem lugar na sequência do estágio pré-competitivo realizado pela equipa em Benguela, onde entre outros exercícios, o treinador submeteu os jogadores a testes de avaliação da componente física e ritmo competitivo, mediante jogos amistosos com Misto de Benguela, Nacional, Atlético de Benguela, Académica do Lobito e 1º de Maio.


TREINADOR
Bianchi mantém objectivo


Beto Bianchi recusa assumir a conquista do título como objectivo. O técnico do Petro considera não ser possível renovar objectivos, quando à semelhança da época transacta, em termos económicos, parte em desvantagem relativamente aos demais candidatos ao título.

 "Não prometemos o título, porque o Petro, economicamente, não é o dos anos passados. Apenas prometemos trabalho e o que prometi no ano passado, vou prometer este ano: que o Petro vai trabalhar para vencer todos os jogos, dar o máximo para ganhar em cada jornada, apesar de que estamos limitados, porque não podemos fazer grandes esforços financeiros em termos de contratações", disse.

 O treinador assegurou, por outro lado, que os novos jogadores precisam de um tempo para se adaptarem ao método de trabalho do Petro e ao modelo de futebol da equipa. Garante Bianchi não ser motivo de "quebra cabeças", sobretudo, para os reforços brasileiros, cujas contratações obedeceu às características de fácil integração aos distintos campeonatos.

 "Cada um veio de um clube diferente, de métodos de trabalho diferente, e só o tempo vai ajudar na adaptação. Em relação ao juniores, todos integraram bem o plantel, e tenho como destaque o jovem Pedro que me surpreendeu pela positiva. Tem apenas 16 anos, mas o que mostra é um rápido amadurecimento. Acho que temos de ter os pés bem assentes no chão. Os adeptos devem ser realistas e viver do presente e nunca do passado", sustentou Beto Bianchi.
                                                               PC