Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Petro em Lilongwe com trs baixas

Paulo Caculo - 19 de Fevereiro, 2018

Representante angolano decide continuidade nas preliminares sem Job e Elio

Fotografia: Kindala Manuel | Edies Novembro

A equipa do Petro de Luanda realiza hoje, às 13H30, (14H30 em Malawi) uma curta sessão de treino de adaptação ao relvado e ambiente do Bingu National Stadium, em Lilongwe, palco do jogo frente ao Master Security local, referente à segunda \"mão\" da eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação, a segunda maior competição de clubes do calendário da CAF. Os atletas Job, Elio e Diógenes, titulares no \"onze\" responsável pela goleada de 5-0 no embate da primeira \"mão\", são as grandes contrariedades do técnico Beto Bianchi nesta deslocação ao terreno do Master, em virtude de não terem recuperado das respectivas lesões.
O primeiro queixa-se de dores no tornozelo, o segundo está a contas com uma ruptura na coxa ao passo que o terceiro contraiu uma luxação no tornozelo. Apesar dessas três contrariedades os tricolores mantém a crença na passagem à outra eliminatória.
Como o \"azar\" de uns acaba por vezes ser à sorte de outros, a indisponibilidade dos jogadores acima referenciados, abre chances para o retorno aos titulares de Mira, Carlinhos e Tresor, atletas que têm evidenciado um certo ascendente.
Acreditamos que Beto Bianchi não deverá ter grandes dores de cabeça neste confronto com o vice-campeão malawi, sobretudo, a julgar pela gorda e tranquila vantagem de cinco golos que transporta do embate da primeira \"mão\". Ainda assim, todo cuidado é pouco, porque que não existem jogos iguais. Contudo, pelos indicadores que os dois conjuntos deixaram  no jogo da primeira mão, o Petro de Luanda é a todos os níveis superior e só uma hecatombe afasta os angolanos da competição. 
Às alterações ou mexidas no Petro não se limitam ao meio-campo, defesa e ataque. Na baliza Gerson trabalhou limitado nas duas últimas sessões. Apesar do treinador ter assegurado a recuperação do guarda-redes titular (ver texto à parte) é pouco provável que o mesmo venha a ser utilizado no \"onze\".
Lamá que regressou ao plantel inicial no primeiro jogo do Girabola Zap pode voltar a ser chamado para manter inviolável às redes da equipa neste embate decisivo, qualificativo para a fase de grupos da Taça da Confederação, \"troféu Nelson Mandela\", em homenagem ao ex-estadista sul-africano.
Depois de muito pouco utilizado na época passada, o ex-internacional angolano ressurgiu revigorado na presente época e seguro na baliza. O experiente guarda-redes é o potencial candidato a entrar de início amanhã, diante do Master Security do Malawi e justificar com exibição convincente o seu voto de confiança no plantel dos tricolores.
Sendo assim, a grande probabilidade é a de o quarteto defensivo vir a ser composto por Ari e Mira, nas laterais direita e esquerda, enquanto no centro Eddie e Wilson devem tornar a barreira intransponível.
Já no meio-campo, Carlinhos e Herenilson devem ser os médios mais recuados, ao passo que Tresor assume a missão de principal \"playmaker\" de toda a estratégia ofensiva da equipa, devendo contar com os apoios de Diney e Tony, descaído nas alas e apostando numa constante permuta de posições. O ataque, esse, estará entregue ao inevitável goleador brasileiro Tiago Azulão.
O desafio entre o Master Security e o Petro de Luanda acontece amanhã, às 14H30 de Malawi (menos uma hora em Angola), no relvado do Bingu National Stadium, em Lilongwe.


BETO BIANCHI
“Estamos preparados
para tudo”

O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, aborda de forma cautelosa o jogo de amanhã, terça-feira, diante do Master Security do Malawi, em casa deste. O hispano-brasileiro admite vir a enfrentar dificuldades, sobretudo porque considera que o futebol em África, as vantagens em eliminatórias nem sempre proporcionam tranquilidade às equipas vencedoras.
\"Os meus jogadores estão super-motivados. Apesar dos cinco a zero, sei que jogar em África sempre há complicações. Sabemos dos problemas que podem surgir, mas estamos preparados no aspecto físico e psicológico\", disse o treinador, lamentando a ausência forçada de três jogadores fundamentais na manobra do conjunto.
\"Não podemos contar com o Elio, Job e o Diógenes. Estes três jogadores estão fora da convocatória por problemas físicos. O Gerson recuperou bem, fez trabalhos específicos e não ressentiu nada. Tudo indica que está completamente recuperado. O Mira já volta aos disponíveis e esperamos fazer um bom jogo e trazer para Luanda a qualificação\", acrescentou.
De acordo ainda com o técnico dos tricolores, a equipa parte para este jogo decisivo com objectivo de ganhar e não empatar. Diz não ser apologista que se jogue para o empate, porque acredita que o adversário pode fazer surpresas.
\"Quando uma equipa vai para um jogo para defender o resultado vem a surpresa. Nós vamos jogar para tentar ganhar, porque não sabemos se vai haver surpresa. Não estamos dispostos a facilitar, temos de ir fazer o nosso jogo e se fazermos um golo primeiro será muito bom. Um golo nosso será um golpe psicológico para eles. Preparámos a equipa para vencer este jogo\", asseverou Beto Bianchi.
O técnico do Petro garantiu, por outro lado, não estar preocupado com a arbitragem, porque acredita que \"independentemente da atitude do árbitro, a equipa não pode dar oportunidade ao adversário, para que este também não se sinta motivado à ajudar a equipa da casa\", realçou.
O treinador dos petrolíferos admite que \"quando uma determinada equipa é superior, não há como haver ajudas do árbitro. Ou seja, até a arbitragem rende-se às evidências\", sublinhou.  
PC