Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Prmio Palancas Negras anima agentes desportivos

13 de Outubro, 2017

Executivo de Artur Almeida e Silva promove primeira gala em Dezembro prximo no Centro de Convenes de Belas em Luanda

Fotografia: Jos Soares /Edies Novembro

Agentes desportivos nacionais manifestam-se regozijados com a institucionalização do prémio "Palancas Negras", em futebol, que visa a promoção e a valorização dos fazedores da modalidade.

Ao intervirem no acto de lançamento do prémio da iniciativa da federação Angolana de Futebol (FAF), quarta-feira última, na Galeria dos Desportos, no Complexo da Cidadela, os dirigentes, treinadores e antigos praticantes foram unânimes em reconhecer o estímulo aos contemplados, que muito fazem em prol da disciplina. 
        
O presidente da Federação Angolana de Andebol, Pedro Godinho, por exemplo, referiu que actos do género constituem uma mais-valia e incentivo aos envolvidos no futebol e no desporto.

O líder da ginástica, Auxílio Jacob, em representação do Comité Olímpico Angolano (COA), defendeu a necessidade de entrega de montantes financeiros aos premiados, bem como a realização anual do acto em outras províncias do país.   
           
Posições idênticas também foram expressas pelos presidentes dos clubes Petro de Luanda, Tomás Faria, e do Progresso Sambizanga, Paixão Júnior.

Rogério Silva, antigo presidente da Federação Angolana de Xadrez e do COA, o radialista Carlos Pacavira, entre outros, que contribuíram com algumas propostas sobre os critérios de atribuição, também elogiaram a iniciativa da FAF.   
            
Sobre o prémio, cujo evento da primeira edição acontece no dia 16 de Dezembro, no Centro de Convenções de Belas, na capital do país, visa distinguir agentes e instituições, que se destacam ao longo das épocas desportivas no país. No final da presente temporada desportiva serão atribuídos durante uma gala prémios em 23 categorias, com destaque para o galardão carreira e uma menção honrosa para um projecto de carácter social na área desportiva.

Tem como objectivo a promoção dos diversos agentes e a valorização do futebol nacional. A iniciativa do organismo reitor do futebol nacional serve também para homenagear as pessoas que têm feito a história do desporto nacional.

No acto, aos contemplados serão entregues troféus. Os vencedores poderão ainda receber outros prémios em bens ou valores, caso estes existam ou sejam disponibilizados por patrocinadores e parceiros.

A edição 2017 também promove o Centro Histórico e Cultural da antiga cidade de Mbanza Kongo, promovido a património da humanidade pela UNESCO. Em cada ano mudará de temática.    
       
Além de acções isoladas, como a da Rádio 5, que distingue os melhores do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola Zap), esta é pioneira do órgão reitor da modalidade.


PRESIDENTE DA FAF
Artur reconhece contributo dos parceiros


O presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur Almeida e Silva, reconheceu a contribuição dos distintos agentes desportivos e parceiros, para o desenvolvimento da modalidade no país.

Ao falar na apresentação e lançamento oficial do prémio “Palancas Negras 2017” em futebol, quarta-feira última, em Luanda, o dirigente referiu que o empenho e dedicação de várias entidades permitem realizar um trabalho em prol do avanço da especialidade.

“Valorizar os fazedores do futebol é uma tarefa necessária, para que possam sentir-se encorajados. Nunca houve uma gala do género para reconhecer os feitos daqueles que se dedicam ao desenvolvimento da modalidade. Por isso, a participação de entidades, como o Grupo Mener, vem juntar sinergias aos esforços e trabalho da FAF”, disse.

Acrescentou que a gala de premiação, a par de distinguir os fazedores do futebol, tem ainda a possibilidade de divulgar a imagem do país e reunir importantes figuras do futebol nacional e internacional (FIFA e CAF).    
          
O prémio, cujo evento da primeira edição acontece no dia 16 de Dezembro, no Centro de Convenções de Belas, na capital do país, visa distinguir agentes e instituições que se destacam ao longo das épocas desportivas no país.

No final da presente temporada desportiva serão atribuídos durante uma gala prémios em 23 categorias, com destaque para o galardão carreira e uma menção honrosa para um projecto de carácter social na área desportiva.

Os prémios de futebol  “Palancas Negras”, uma iniciativa da FAF, têm como objectivo a promoção dos diversos agentes e a valorização do futebol nacional. A iniciativa do organismo reitor do futebol nacional serve também para homenagear as pessoas que têm feito a história do desporto nacional.

No acto, aos contemplados serão entregues troféus. Os vencedores poderão ainda receber outros prémios em bens ou valores, caso estes existam ou sejam disponibilizados por patrocinadores e parceiros.