Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Progresso perde seis pontos

Pedro Augusto - 10 de Julho, 2018

Guarda-redes representou o clube em 2016 apresentou queixa FIFA por incumprimento de contrato

Fotografia: Joo Gomes | Edies Novembro

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi instruída pela federação internacional da modalidade (FIFA) para retirar seis pontos à equipa do Progresso Sambizanga, por incumprimento contratual com o internacional camaronês Nyame Patrick, que representou os sambilas na época de 2016, soube o Jornal dos Desportos, de uma fonte federativa.  
A posição da FIFA, que pode ser tornada pública nas próximas horas, segundo a mesma fonte, deve-se ao facto do organismo reitor da modalidade no mundo, ter recebido uma queixa do guarda-redes camaronês, que alegou incumprimento por parte da direcção liderada por Paixão Júnior, como o não pagamento do valor do contrato de trabalho, no entanto, sem avançar o montante da dívida.
Contudo, o JD sabe, face à uma notícia publicada no ano passado - não desmentida na altura pelos sambilas - que o Progresso Sambizanga deve USD 130.000,00 (Cento e Trinta Mil Dólares), valor referente ao contrato celebrado em 2016. Aliás, o facto da direcção sambila não liquidar o referido valor, bem como não ter entregue uma viatura ao jogador, tal como estipulava o contrato, originou que Nyame Patrick rescindisse  unilateralmente o vínculo de trabalho com o clube angolano. 
A falta de pagamento de rendas de casa, onde o jogador vivia, no valor de Kz 150.000.00 (cento e cinquenta mil),  semestralmente, foi outro motivo que fez que o camaronês rescindisse o contrato de trabalho, pois isso, como disse na altura, tinha muitos problemas com o senhorio.
Quanto a salários, até o momento em que Nyame Patrick optou por rescindir o contrato, tudo estava em dia. Ou seja, a direcção do Progresso Sambizanga, segundo o próprio jogador, sempre honrou esse quesito.
Com isso, a formação do Progresso do Sambizanga, que ocupa presentemente a oitava posição do Girabola Zap 2018, com 25 pontos, vai baixar cinco degraus na tabela de classificação do campeonato, ou seja, passa para a 13ª posição com 19 pontos.
Situação idêntica a do Progresso  Sambizanga, aconteceu esta época com o Kabuscorp do Palanca, a cuja equipa foi retirada 12 pontos, devido ao \"caso\" Rivaldo.