Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Quero chegar seleco

27 de Novembro, 2017

O jogador disse que o este ano, o Girabola Zap foi bastante disputado, mas que os estudantes sempre tiveram confiana na manuteno na primeira diviso, no obstante as dificuldades atravessada.

Fotografia: Vigas da Purificao

O defesa central Zebedeu, da Académica do Lobito, é mais um exemplo claro de jovem ambicioso com futuro promissor. Aos 28 anos, o futebolista alimenta o sonho de representar a Selecção Nacional.
Na sua primeira grande experiência no Girabola Zap, com a camisola dos estudantes do Lobito, o talentoso central fez 28 jogos e marcou um golo decisivo, facto que o deixa extremamente satisfeito com a época. O objectivo, segundo ele, é rubricar um novo contrato e dar sequência positiva a carreira.
“O futebol sempre foi o meu sonho. Sempre idealizei o futebol como algo que devia fazer parte da minha história de vida. Agora, quero aproveitar as oportunidades”, afirma o jovem promissor, que aos oito anos começou a dar os primeiros toques numa bola, alinhando nos trumunos dos bairros aos fins-de-semana.
O central garante ter gostado imenso da época rubricada ao serviço da Académica do Lobito. Destaca o facto de ter feito a maioria dos jogos na condição de titular e de ter justificado sempre as opções com boas exibições.
\"Gostei bastante. Foi uma boa experiência e que espero voltar a repetir, quer seja na Académica, como em outro clube do Girabola Zap. Quero jogar sempre, estar bem e ajudar a equipa que represento a alcançar os objectivos\", disse.
Zebedeu considera, desde já, fundamental a assinatura de um novo contrato. Diz que após o fim do vínculo com os estudantes, está disposto a abraçar um novo desafio, sobretudo com um emblema que tenha o título nos seus objectivos.
\"Sou jovem e tenho sonhos. Gostava também de ser campeão e gozar de grande visibilidade para a selecção nacional. Quero chegar à selecção e ajudar nos objectivos do nosso país nas competições\", confessou o central.
O central lamenta o facto de até ao momento não ter chegado nenhuma proposta de renovação, mas deixa claro o optimismo em relação ao futuro da sua carreira futebolística.
\"Acredito que tarde ou cedo haverá alguma proposta para mim, porque estive bem durante a época. Fiz muitos jogos e sempre procurei dar o meu máximo para ajudar a equipa a ganhar jogos\", desabafou o camisola 29 da Académica do Lobito.
PC
                                    
CARREIRA
“Nasci para
o futebol”

Zebedeu não consegue imaginar uma vida fora dos relvados ou dos campos de futebol. Apesar de só agora ter chegado ao Girabola Zap, espera recuperar rapidamente o tempo perdido e dispor de outras mordomias.
O jogador fala do actual momento e perspectiva o futuro com brilho nos olhos. Augura o sucesso, mas sem pressão. Garantiu que não vai forçar o alcance de altos patamares na carreira, pois deseja que as coisas aconteçam com naturalidade.
“Acho que nasci para o futebol. Quero dar muitas alegrias aos meus pais e à minha família\", acrescentou o futebolista.
A sua habilidade com a bola nos pés impressiona. A sua capacidade de execução é fora do comum. Mas nem por isso Zebedeu se considera-se um jogador feito, pois acredita que precisa de aprender ainda muito mais.
“Estou disposto a aprender todos os dias. Por isso, não falto aos treinos e procuro sempre cumprir as orientações dos treinadores. Tenho trabalhado muito e espero continuar a me superar todos os dias e aprender com os mais experientes\", disse.
O jogador disse que o este ano, o Girabola Zap foi bastante disputado, mas que os estudantes sempre tiveram confiança na manutenção na primeira divisão, não obstante as dificuldades atravessada.                           
PC