Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Real e Acadmica jogam a final

Joaquim Suami, em Cabinda - 25 de Janeiro, 2017

Viemos a Cabinda para mostrarmos o que temos feito, no que diz respeito, a formao de atletas e agora que estamos na final

Fotografia: AFP

O Real Sambila e a Académica do Lobito hoje, a partir das 15 H00, no EstádioMunicipal do Tafe, a final do Campeonato Nacional de  Futebol em sub-20.
Na segunda-feira a formação do Real Sambila apurou-se para a final, ao derrotar no desafio das meias-finais, disputado no referido estádio, a Academia de futebol de Angola, AFA, por 4-2.

Os golos do Real Sambila foram apontados duas vezes pelo avançado Chico aos 17 minutos da primeira parte e aos 30 segundos da etapa complementar. Os outros dois golos foram rubricados pelos médios ofensivos Franque aos 47 e Milson aos 52 minutos. Os golos da AFA foram apontados pelos atacantes José aos 36, Nascimentos aos 73 e Elizandro aos 83 minutos.

Na outra meia-final, a formação da Académica do Lobito venceu com facilidade o Semba FC de Cabinda, por três bolas a zero, e defronta o Real Sambila de Luanda. Os golos da formação de Benguela foram pelos médios ofensivos Adinho aos 62 minutos, Claver aos 78 e um auto golo do defesa Assassi do Semba FC aos 85 minutos.

O jogo para a classificativa do terceiro lugar da competição vai ser disputado entre as formações do Semba FC de Cabinda e a Academia de futebol de Angola, AFA, hoje  no Estádio Municipal do Tafe, a partir das 8H00. O técnico do Real Sambila, Bruno Malamba, felicitou os seus atletas pela vitória conquista diante da AFA que o acesso à final e referiu que a formação que dirige está a mostrar nesta competição o trabalho de formação de atletas que tem sido desenvolvido na agremiação do Sambizanga.

“Os meus jogadores que souberam interpretar o esquema de treino que realizamos fomos os justos vencedores. Estamos neste torneio com toda confiança, porque preparamo-nos bem, para chegarmos à final. Este é nosso terceiro ano que estamos a competir este tipo de campeonato. Viemos a Cabinda para mostrarmos o que temos feito, no que diz respeito, a formação de atletas e agora que estamos na final, vamos lutar para levar o troféu em Luanda”, disse.

O mesmo acrescentou que reconhece as qualidades técnicas dos jogadores da Académica do Lobito, seu adversário na final da competição, e garante trabalhar arduamente para contrariar os objectivos da formação de Benguela.

A presente edição do campeonato nacional de futebol de sub-20, que a província de Cabinda acolhe, desde do dia 10 do mês em curso, conta com a participação de 15 equipas, nomeadamente Benfica de Cabinda, Recreativo da Caala, 1º de Agosto, AFA, Semba FC, Brilhantes do Simulambuco, Real Sambila, Progresso da Lunda Sul, Dom Bosco de Benguela, Sagrada Esperança, Ferroviário da Huíla, AKC do Cunene, Atlético do Namibe e Académica do Lobito, movimentando um total de 450 atletas, com idades compreendidas entre 17 e 19 anos.
JS, em Cabinda

SUB 17
Lobitangas mobilizados
 a apoiar "estudantes"

A direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito mobilizou cerca de cinco mil adeptos para apoiar a sua equipa de futebol em sub-17, diante do 1º de Agosto, no jogo da final do campeonato nacional parcado para hoje, pelas 15H30, no Estádio municipal Edelfride Palhares da Costa “Miau”, na cidade de Benguela.

Os "estudantes" mostram-se confiantes e acreditam no triunfo diante dos "militares" do Rio-Seco, detentores do ceptro. Para atingirem a final, a Académica do Lobito derrotou a Academia de Futebol de Angola (AFA), por 2-0, ao passo que o 1º de Agosto teve que empenhar-se a fundo para vencer à Escola Norberto de Castro-Huambo, por 1 a 0.

Por aquilo que foi dado a observar ao longo da campanha realizadas pelas duas equipas na competição, tudo aponta que os lobitangas partem favoritos na luta pela conquista do troféu. Eles superam os "agostino"s na disciplina táctica e na técnica. Para além de se revelarem fortes no espírito de conquista.

O corpo técnico está confiante. O professor Daniel Quinhentos “Dani” disse que “ a minha equipa  está preparada para  jogar à bola e nada mais do que isso. Somos pelo futebol, o contrário não faz parte da orientação que passámos à nossa rapaziada. Daí os resultados que somamos nas diferentes competições”.

A mesma ideia e defendida pelo  seu técnico-adjunto, Artur Chitata, prometendo não vender cara à derrota diante de um 1º de Agosto tem sido a sombra de si mesma e que já perdeu uma vez na prova, diante do Domant FC do Bengo, por 0 a 1.  A última vez que os lobitangas celebraram a festa do título nacional dessa categoria, foi em 2014, na cidade do Huambo. Nessa partida assistida por cerca de cinco mil espectadores, a Académica do Lobito venceu ao Petro de Luanda por 2 a 1.
JG,  no Lobito