Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

RNT e Exrcito revalidam ttulo

Paulo Caculo - 11 de Junho, 2018

Ttulos da Supertaa em futsal foram entregues RNT e ao Exrcito

Fotografia: Eduardo Pedro | Edies Novembro

As equipas da Rede Nacional de Transporte de Energia (RNT), em masculino, e  a do Comité Desportivo do Exército de Luanda, em feminino, revalidaram o título da Supertaça \"Joaquim da Graça\" em futsal, ao vencerem a Coprat FC (4-3) e o Chapesseca (3-1), respectivamente,  jogos da final disputados no sábado à noite, no Pavilhão Gimnodesportivo da Cidadela.
O conjunto afecto às Forças Armadas foi a primeira a entrar em cena, para o desafio referente à 5.ª edição da competição, ante uma formação do Huambo que se mostrou atrevida nos primeiros 15 minutos.
Fruto da entrada de rompante, foi com naturalidade que as \"senhoras\" do Chapesseca inaugurassem o marcador. A perder por 1-0, a equipa da casa teve resposta pronta, embora, tivesse passado por períodos de muito sofrimento.
Não obstante a pretensão de anular a desvantagem, chegaram a revelar dificuldades em descobrir as vias de acesso à baliza contrária.
 E, quando a formação do Exército abriu o caminho para a área do adversário, os golos surgiram em catadupa e com alguma naturalidade. Relativamente à decisão do título, respeitante à 12ª edição da prova, no escalão masculino, a RNT viu-se e desejou-se para vencer a Coprat FC, desafio cujo equilíbrio foi a nota predominante durante quase todo o jogo. A qualidade exibicional dos contendores, contribuiu para a produção de um espectáculo de futsal, que merecia mais assistência nas bancadas.
Se, por um lado, a RNT aproveitou bem a intensidade do seu futebol para imprimir mais pressão ao adversário, por outro, não é menos verdade o facto da Coprat  equilibrar quase sempre o jogo em resposta pela mesma moeda, aos incómodos provocados pelo antagonista no seu meio -campo.
O jogo foi um claro exemplo de competitividade, as duas equipas valorizaram o passe e a posse de bola, com os guarda-redes a sentirem-se muito atarefados. Fruto desta atitude, a partida passou por um período emotivo, com desfecho imprevisível.
O desfecho a favor da equipa vencedora, não subalterniza  a vencida, pois, o jogo foi disputado e o desfecho podia pender a favor de qualquer uma das contendoras.
De recordar, que a RNT foi o vencedor da Supertaça da época 2017, após vitória sobre a Clínica Sagrada Esperança, enquanto o Comité Desportivo do Exército repete a conquista do troféu, depois de  ganhar a edição anterior, curiosamente, com triunfo diante do Chapesseca do Huambo, o mesmo adversário desta edição.