Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Rui Campos reforça candidatura

08 de Março, 2017

Angolano está confiante na eleição na assembleia geral do dia 16 em Addis Abeba

Fotografia: Eduardo Pedro

O angolano Rui campos continua a desenvolver acções em prol da sua candidatura, para membro do Comité Executivo da Confederação Africana de Futebol-CAF, cujo acto ocorre durante a próxima assembleia geral deste órgão, marcada para o dia 16 deste mês, em Addis Abeba.

O dirigente que é também presidente de direcção do Recreativo do Libolo, esteve na semana passada em Lusaka (Zâmbia), onde tomou parte da cerimónia de abertura do CAN de Sub-20, que decorre naquele país da região austral.

De acordo com dados de que o Jornal dos Desportos dispõe, Rui Campos teve uma reunião à parte com o presidente da Confederação Africana de Futebol, Issan Hayatou, e com outros membros da célula máxima do futebol africano, com quem  abordou assuntos importantes relacionados com a sua candidatura. O dirigente continua a vincar a sua postura, e a esbanjar optimismo na eleição.

Aliás, a sua luta em prol da candidatura ao Comité Executivo da FAF não vem de hoje. Estamos lembrados que a  presença no CAN’2017 foi por si  aproveitada igualmente para estebelecer um conjunto de contactos de carácter importante.\"Durante o mês de Janeiro, em Libreville (CAN2017), falei um a um com os 54 presidentes das federações de futebol, dos 54 países de África, onde promovi Angola, o futebol angolano e o meu projecto para o futebol africano. Foi uma autêntica maratona de diplomacia. Sei exactamente o que cada um dos países africanos pensa em relação a Angola e ao futebol angolano. De uma maneira geral, a minha proposta de candidatura foi bem recebida.\"

Integrando actualmente o Comité de Etica da CAF, Rui Campos que concorre pela Zona Sul, tem como concorrentes, o sul africano Danny Jordan, o namibiano Frans Mbidi, e o seychelense Suketu Patel. É importante dizer que caso seja eleito, será o primeiro angolano a integrar o Comité Executivo da CAF, e o primeiro falante de língua portuguesa.

Por cá, e nos circulos da modalidade, reina um grande optimismo.  Homens ligados ao dirigismo, incluindo o próprio presidente da Federação Angolana de Futebol, Artur de Almeida e Silva, que falava à Antena 1, acreditam no potencial do candidato angolano e mantêm a fé na sua eleição, o que pode ser a concretização de uma velha intenção de Angola que redundou em fracasso, em ocasiões anteriores.

Em contacto com o Jornal dos Desportos, o candidato que se encontrava ontem em Zurique (Suiça), de onde deve sair no fim de semana de regresso a Lusaka, voltou a exteriorizar o optimismo que resulta certamente dos últimos contactos exploratórios que teve. Em poucas palavras, disse apenas que \"agora os dados estão lançados, estou com muita confiança para o dia 16 ser uma grande data para Angola.\" 

É imporatante recordar, que para o Comité Executivo da CAF concorrem ainda para a Zona Norte o argelino Mohamed Raouraoua, o líbio Anwae El Tashani, e o marroquino Fouzi Lekjaa. Para a Zona Oeste, o maliano Amadou Diakité, e o liberiano, Hassan Bility. Para a Zona Oeste B, concorrem o beninense Anjorin Moucharafou, o nigeriano Amaju Melvin Pinnick, e o tchadiano Adoum Djibrine. Para a Zona Centro - Leste são candidatos , Magdi  Shams El Din do Sudão, Juneidi Basha Tilmo, da Etiopia, Moses Mogogo, do Uganda e Suleiman Hassan Waberi, do Djibuti.