Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Santana Carlos regressa aos treinos

Paulo Caculo - 25 de Março, 2010

Avanado est recuperado e quer marcar contra os malgaxes

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional entra, hoje à tarde, na derradeira fase da preparação para o embate do próximo sábado, às 17h00, no Estádio 11 de Novembro, com o Madagáscar, para a segunda-mão das preliminares de acesso ao CHAN’2011, no Sudão. A reintegração de Santana Carlos foi a nota de destaque das sessões (manhã e tarde) realizadas ontem, no campo adjacente ao estádio 11 de Novembro.

O avançado do Petro de Luanda está recuperado da lesão no tornozelo direito, contraída no treino matinal de terça-feira, e integra o grupo dos prováveis titulares. Durante um novo ensaio à equipa, o técnico Zeca Amaral colocou o atacante a formar parelha com Love Cabungula, deixando transparecer a ideia de querer apostar na referida dupla para ultrapassar os malgaxes.

Ao contrário das sessões anteriores, o seleccionador nacional foi ontem mais interventivo. Zeca Amaral acompanhou de perto as movimentações de cada jogador, exigindo muito deles e, sobretudo, pediu maior acutilância e eficácia ao ataque, bem como maiores cuidados à defesa, para evitar riscos desnecessários.

Olhando para o provável "onze" de Zeca Amaral, sobressai um grande número de jogadores experientes. Além de Lamá, que deve ocupar-se da baliza, a dupla de centrais é formada pela pelos "pilares" Kaly e Machado. Os dois jogadores foram ensaiados ontem na provável equipa titular e podem contar com os apoios nas laterais de Gomito, à esquerda, e Fissi, à direita.

Rapidez
Já no sector intermédio, parece certo que a dupla Chara e Adawa assuma as despesas das jogadas ofensivas da selecção. A esses jogadores, Amaral tem solicitado maior rapidez e fluidez na leitura das jogadas. Juntam-se a esta dupla, os "desequilibradores" Job e Zé Kalanga, que nos extremos, vão ter a liberdade de tornar o futebol da equipa mais veloz.

De resto, é dessa forma que Zeca Amaral e seus coadjutores têm trabalhado a equipa provável e pode ser com esta táctica (4X4X2) que os Palancas Negras vão procurar vergar os malgaxes no próximo sábado. Hoje à tarde, a partir das 17h00, a selecção realiza o único treino do dia, pois o período da manhã está reservado a sessões de vídeo.

Santana e Paz
crentes na vitória

O avançado Santana Carlos e o médio Paz, dois jogadores com que Zeca Amaral vai contar para o desafio com os malgaxes, mostraram-se ontem optimistas na vitória da Selecção Nacional. Os dois "palancas" foram unânimes em afirmar que a selecção está a cumprir com zelo a preparação para esse embate decisivo. 

"A preparação está boa. Temos um grupo humilde e trabalhador", afirmou Santana Carlos, que pediu dos adeptos, sábado, no estádio 11 de Novembro, para apoiar a equipa nacional. Santana mostrou crença na vitória dos Palancas Negras. "Estou na selecção para trabalhar e procurar ajudar a equipa a vencer o Madagáscar", disse.

Santana, que terça-feira pregou um susto à equipa técnica ao lesionar-se na sessão matinal, disse sentir-se melhor do que nunca na selecção e assegurou estar "pronto para o jogo e para fazer golos", independentemente de vir a constar ou não no "onze". "O que aconteceu na terça-feira foi um pequeno incidente, acabei por pisar em falso no terreno, mas já passou", disse o avançado, sublinhando estar completamente recuperado para o jogo.

Paz referiu que a sua integração no grupo "está a ser muito boa. Já conheço este grupo de trabalho faz tempo, fui muito bem recebido. Estamos a trabalhar para levar de vencida o nosso adversário". O médio, que joga no Santos FC, valorizou a experiência que está a viver ao serviço da Selecção Nacional e considerou ser esta a altura de se afirmar como jogador dos Palancas.

"Quero trabalhar bem, com vista a fazer uma boa exibição na selecção. Sei que existe muita concorrência, mas é salutar e espero dar o meu melhor para estar entre os 18 jogadores e no onze. Estou a trabalhar para alcançar esse objectivo", disse Paz. PC

FAF diz que condições estão todas criadas

O secretário-geral da Federação Angolana de Futebol (FAF), Augusto Pereira da Silva "Alvarito", assegurou ontem estarem criadas as condições para que a Selecção Nacional efectue sem sobressaltos o jogo com o Madagáscar, referente à segunda-mão das eliminatórias de acesso ao CHAN de 2011.

Alvarito confirmou, igualmente, que a equipa adversária chega ao país amanhã, em voo proveniente da África do Sul, com uma delegação de 25 pessoas. O principal executivo da FAF frisou ser uma obrigação do elenco que integra colocar à disposição da selecção as condições que permitam realizar um bom jogo no sábado.

"Temos a obrigação de assegurar à Selecção Nacional todas as condições para que ela realize convenientemente o seu trabalho. E posso garantir que, em termos de condições, a nossa selecção não tem absolutamente nada em falta, não há razões para queixas, tem todas as condições de trabalho, desde campos, transporte e prémios", disse Alvarito, adiantando que os bilhetes vão ser vendidos a preços acessíveis a todos.

"Os bilhetes serão vendidos a preços módicos. Para a bancada central, vamos vender a Kz 750.00 e para as laterais a Kz 300.00. Significa que os preços estão acessíveis para que todos possam ir ao estádio puxar pela selecção. É necessário o 12º jogador para empurrar a nossa selecção para a vitória". PC