Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Seis jogadores do 1º de Agosto suspensos pela FAF

Augusto Panzo, em Benguela - 18 de Janeiro, 2018

A atitude de ausência dos militares no “onze” nacional e reacção da FAF continua a dar que falar

Fotografia: VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO

A direcção do Clube Desportivo do 1º de Agosto promete recorrer nos próximos dias e em fórum próprio, do castigo imposto pela Federação Angolana de Futebol (FAF) aos seis jogadores da sua equipa que não se apresentaram aos trabalhos da Selecção Nacional de Angola, que compete no CHAN 2018.
Os atletas, Dani Massunguna, Paizo, Nelson da Luz, Geraldo, Natael e Show foram punidos com 70 dias de toda a prática desportiva, situação que pode conhecer o seu desfecho, nos próximos dias. Dado os prejuízos que pode acarretar para o campeão nacional, com relação ao arranque da época e a preliminar da Liga dos Campeões, os militares garantem reagir em tempo oportuno para justificarem as ausências dos seus jogadores.
Contactado pelo Jornal dos Desportos, o vice-presidente para o futebol, Paulo Maguejo, recusou-se a prestar qualquer informação à respeito. Esta posição foi corroborada pelo director para futebol, José Manuel.
“Por enquanto, a direcção do 1º de Agosto não se vai  pronunciar sobre este assunto. A FAF tomou a sua decisão, mas repito que a nossa direcção não tem nada a dizer sobre esse caso”, realçou.Confiante e tranquilo quanto ao desfecho deste processo, uma fonte afecta à equipa técnica assegurou que as partes vão resolver o assunto da melhor forma possível. “A direcção ao mais alto nível vai resolver este caso a contento. Não estamos capacitados para abordar este assunto em hasta pública”, rematou.
 Por outro lado, no prosseguimento da preparação que a equipa efectua em Benguela, com vista à época 2018, os militares têm uma agenda \'recheada\' de jogos amistosos durante a permanência nas terras d’Ombaka.
Depois de defrontarem ontem à tarde o Clube Desportivo da Huíla (resultado desconhecido até ao fecho da nossa edição), a equipa volta a testar com o mesmo adversário no sábado, depois de cilindrar os elefantes das acácias rubras (ex - Nacional de Benguela) por contundentes 10-0.
Na sequência, os militares vão jogar com a formação da Académica do Lobito, no próximo dia 23, e três dias depois defrontam o conjunto do Sagrada Esperança da Lunda - Norte, está em aberto a possibilidade de efectuar mais um amistoso com o Domant FC.* Júlio Gaiano
* Com Júlio Gaiano

ESTADO CLÍNICO
Makaya recupera
de forma satisfatória


O médio ofensivo do 1º de Agosto, Makaya, constitui a única  preocupação da equipa médica que trabalha no sentido de recuperá-lo da lesão contraída ao longo do estágio, informou à imprensa o técnico -adjunto, Ivo Traça.
“Estamos a recuperar os nossos jogadores que terminaram mal o campeonato, e acho que esta semana integram o grupo de trabalho.
Nestas condições, temos o Makaya a sentir algumas dores (não especificou), que estão a merecer o devido tratamento da equipa médica”, informou.
O técnico -adjunto tranquiliza os adeptos do grémio militar e reafirmou, que o colectivo goza de boa saúde e a preparação corre sem sobressaltos.
“Dizer, propriamente, de lesão de alguns jogadores, não há registo preocupante. Ou seja, está tudo em ordem, se levarmos em conta que a situação do Makaya está sob o controlo da equipa médica, tudo indica que nos próximos dias vai enquadrar o grupo”, anunciou.
O 1º de Agosto projecta a época futebolista de 2018 com um plantel renovado a 20 por cento. Neblú, Mongo, Jacques, Fofô Cabungula e os nigerianos Razzack e Issá são às aquisições de monta, contratados pela direcção liderada pelo general Carlos Hendrick.
JG - Benguela