Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Sporting de Cabinda est mais esperanado

Augusto Panzo - 11 de Agosto, 2017

Srie A do Zonal de Apuramento ao Girabola reduzida a trs equipas

Fotografia: Antnio Soares | Edies Novembro | Cabinda

O treinador do Domant FC de Bula Atumba, Francisco André "Kito", deplorou a desistência da equipa do FC Ajuda Social da Lunda - Sul, no Zonal de Apuramento ao Girabola Zap de 2018, visto que a situação reflecte desorganização administrativa de  determinados clubes, por força dos problemas conjunturais que o país atravessa.

"Esses são os problemas conjunturais que o país vive, que acabam por reflectir-se em todas a áreas sociais em que o desporto não foge à regra. As equipas aparecem a dizer que estão em condições de participar nas competições, a meio do caminho acabam por renunciar porque não dispõem de condições, nem capacidade financeira exigida para o efeito", afirmou.

Na opinião do técnico Francisco André "Kito", a situação originada com a desistência do conjunto da Lunda - Sul torna a série A mais renhida na segunda volta, por abrir perspectivas até para a última equipa classificada do grupo se apure.

"A desistência torna o nosso grupo mais renhido na segunda volta, porque abre possibilidades até para a última equipa classificada da série que tinha poucas hipóteses de se apurar consiga fazê-lo, dependendo apenas de terceiros", disse.

Apesar da brecha que se abre para o último colocado da série, Francisco André "Kito" está convicto de que a equipa do Domant FC de Bula Atumba vai estar presente no Girabola Zap do próximo ano.

"De qualquer das formas, a renúncia  em nada nos afecta. Vamos cumprir com a nossa obrigação, que passa necessariamente em vencer todos os jogos em nossa casa, para que o nosso apuramento não dependa de terceiros", prometeu. 

Outrossim, no sentido de evitar-se que situações do género continuem a registar-se nos campeonatos, o "comandante" da equipa do Domant FC pede que à FAF para ser mais rigorosa na sua forma de abordar a problemática de inscrição de clubes.

"Para que se estanque definitivamente com este tipo de casos, sou de opinião de que na fase de inscrições de equipas, a Federação Angolana de Futebol (FAF) seja mais rigorosa no que toca às exigências em relação à capacidade financeira dos clubes", referiu.

Acrescentou, inclusive, ser necessário que no acto de inscrição, as direcções dos clubes façam o anúncio dos potenciais patrocinadores.

"Para dar consistência às declarações das suas capacidades financeiras, as direcções dos clubes deviam anunciar os potenciais patrocinadores.
Isso, ia possibilitar que a FAF tivesse a certeza de quem tem e quem não tem a capacidade, de suportar a participação numa determinada competição", disse a concluir.


CLUBE DA LUNDA - SUL
Presidente de direcção pede desculpa


O presidente de direcção do FC Ajuda Social da Lunda Sul, Benois Kumbu, pediu desculpa pelo facto da equipa anunciar a desistência nas competições em que esteve envolvida, designadamente, Zonal de Apuramento ao Girabola Zap do próximo ano e  Taça de Angola, edição 2017.

O pronunciamento foi feio na Rádio Cinco, através da emissora provincial da Lunda- Sul, num dos programas Giro Informativo da semana, no qual Benois Kumbu explicou as razões da renúncia.

"Peço as minhas sinceras desculpas à toda a gente pelo sucedido. É um situação pouco esperada, que acabou por acontecer. Infelizmente, não continuamos a participar no Zonal de Apuramento ao Girabola do próximo ano, devido a dificuldades financeiras que vivemos", disse.

Tida em princípio como uma simples participante, a equipa do FC Ajuda Social da Lunda- Sul começou com uma soberba e surpreendente vitória de 3-2 sobre o ASK Dragão do Uíge, triunfo que motivou o grupo a trabalhar duro e sonhar alto na prova.

Na segunda jornada, a formação de Saurimo perdeu por 3-0 diante do Domant FC de Bula Atumba, mas acabou por corrigir a escorregadela com um empate 1-1 na terceira ronda, frente ao Sporting de Cabinda.

A igualdade permitiu que o FC Ajuda Social ficasse colado na linha da frente a ocupar a segunda posição da tabela com quatro pontos, os mesmos que o ASK Dragão, mas com vantagem sobre este em função dos resultados entre si.

O jogo entre essa formação e o Atlético Sport Aviação (ASA) referente aos 16 avos de final da Taça de Angola foi o mote da renúncia, pois, o representante da Lunda -Sul naquela prova alegou falta de possibilidades de assumir as despesas inerentes ao desafio, mesmo a saber que o adversário já se encontrava no reduto do oponente. 
AP