Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Stlvio Cruz espreita titularidade

Paulo Caculo, em Nouakchott - 15 de Outubro, 2018

A reunio tcnica para o jogo acontece hoje s10h30 locais (11h30 em Angola).

Fotografia: Vigas da Purificao | edies novembro

A provável integração de Stélvio Cruz, no meio-campo da Selecção Nacional, deve ser a principal novidade no \"onze\" do seleccionador Srdjan Vasiljevic, para o jogo de amanhã, às 17h00 locais (18h00 em Angola), em Nouakchott, diante da Mauritânia, referente à quarta jornada do grupo I das eliminatórias de acesso à 32.ª edição da Taça Africana das Nações (CAN), que se disputa entre os dias 15 de Junho e 13 de Julho de 2019, nos Camarões.
A ausência de Schow, em virtude da lesão contraída na segunda parte do jogo passado, em Luanda, concorre para a titularidade de Stélvio Cruz, jogador que foi chamado a render o jovem médio do 1.º de Agosto, tendo cumprido muito bem com o seu papel.
Quem arrisca igualmente a estreia no “onze” de Srdjan Vasiljevic é o extremo Geraldo. O jogador tem sido visto a treinar no grupo de prováveis titulares, sendo provável que venha a render Djalma Campos ou Freddy.
À excepção das mexidas acima referenciadas, é pouco provável que a equipa titular para o jogo de amanhã, venha a registar mais alterações. Ou seja, Srdjan Vasiljevic pode voltar a depositar toda a confiança na maioria dos jogadores que estiveram na goleada aplicada aos mauritanianos em Luanda.
O guarda-redes Landu mantém-se “intocável” entre os postes, apesar do bom estado de forma, também, de Tony Cabaça. Pelo menos é a ideia que deixa transparecer o seleccionador nacional. Já na defesa, espera-se que a dupla de centrais Bastos e Massunguna estejam muito melhor em relação ao jogo passado, sobretudo no que ao corte e antecipação aos avançados da Mauritânia diz respeito.
Mira e Paizo continuam nas opções do técnico sérvio para fecharem os corredores direito e esquerdo da selecção. O meio-campo ofensivo deve ser povoado com Djalma (ou Geraldo), Freddy e Mateus Galiano, enquanto Gelson Dala deve ser a unidade mais avançada do ataque.
Srdjan Vasiljevic dá sinais claros de querer manter-se fiel à táctica e à sua filosofia de futebol. O técnico sérvio não altera o “chip”, devendo apostar no seu habitual 4x2x3x1, desdobrável no clássico 4X4X2, sempre que a equipa estiver em acção defensiva.
O jogo terá a arbitragem do tunisino Sadok Selmi. O juiz será auxiliado pela dupla Attia Amsaad (Líbia) e Ayman Ismail (Tunísia). O quarto árbitro é Walid Djeridi, também da Tunísia. Oumar Diop é o comissário ao jogo e veio do Senegal.
A reunião técnica para o jogo acontece hoje às10h30 locais (11h30 em Angola).