Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Sub-17 com saldo positivo no estgio

Pedro Augusto - 21 de Outubro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

A Selecção Nacional encerrou, ontem à tarde, em Goiânia, o estágio com uma vitória, por 1-0, sobre a equipa de juvenis do Aparecida FC de Goiás. O golo solitário dos Palanquinhas foi apontado por Beni.O duelo foi o culminar do ciclo de amistosos que realizou, durante duas semanas, em Goiânia, com vista à participação no Campeonato do Mundo de futebol de Sub-17. 
O duelo com os leoninos de Goiás serviu para o seleccionador nacional anotar mais alguns pormenores sobre o que pretende na prova mundial, que tem início no sábado. Pedro Gonçalves tem praticamente o \"onze\" que vai fazer história por Angola, na sua primeira participação em Campeonato do Mundo de futebol,  na categoria de Sub-17.  
O combinado angolano regressa amanhã a Brasília, sede do Grupo A, onde até sexta-feira vai dar continuidade aos trabalhos,  para o desafio de estreia com os neozelandeses. Angola disputou quatro amistosos em Goiânia, obteve vitórias sobre o Vila Nova FC (5-0), Atlético Clube Goianiense (5-0) e Aparecida FC de Goiás (1-0) e perdeu (1-0) diante do Equador.                  

PEDRO GONÇALVES
Seleccionador tem fortes opções


Com o aproximar do início do Campeonato do Mundo de futebol de Sub-17 e da estreia da Selecção Nacional que acontece no sábado, às 00h00 (20h00 no Brasil), no estádio Bezerrão, em Brasília, começa a clarificar como Pedro Gonçalves vai apresentar a equipa na prova. Ou seja, o seleccionador deve manter o clássico 4-3-3, sistema em que Zito Luvumbo e Capita têm grande preponderância. 
Os alas, bastantes velozes nas situações ofensivas dos Palanquinhas, são intocáveis na estratégia de Pedro Gonçalves e vão ter a missão de abrir espaços para municiar o único homem do ataque. O seleccionador Pedro Gonçalves, caso se mantenha fiel ao sistema que está a ensaiar, com apenas um avançado no ataque, pode começar a prova com David, pois, foi primeira opção na maioria dos amistosos no estágio em Goiânia. 
Porém, a tarefa não se afigura fácil para o \"pastor\" dos Palanquinhas, David tem forte concorrência de Zine Salvador, jogador que reclama, igualmente, por uma vaga no \"onze\" inicial, sempre que é chamado a jogar. Aliás, no penúltimo amistoso da Selecção Nacional com o Atlético Clube Goianiense  marcou três golos, na goleada por 5-0.
O estágio que a Selecção Nacional efectuou até ontem à tarde, em Goiânia, foi bem aproveitado pelos demais jogadores. Melhor, os jovens empenharam-se ao máximo no sentido de garantir uma vaga na equipa principal. O guarda-redes Geovani é um exemplo e tudo indica que vai ser a aposta de Pedro Gonçalves no jogo de estreia com  a Nova Zelândia, no dia 26, no estádio Bezerrão, em Brasília. 
O quarteto defensivo, tal como a baliza, é o que menos dor de cabeça tem provocado ao seleccionador. O lateral direito Afonso, os centrais Gegé e Pablo e lateral esquerdo Tino, salvo situações de última hora, como lesões ou doenças, têm praticamente assegurado o lugar na equipa principal, embora o esquerdino tem a forte concorrência de Mimo.  
O mesmo se aplica aos jogadores do meio -campo, Domingos, Beni e Maestro estão à frente dos demais, na respectiva posição, não obstante o segundo e o terceiro jogadores, nos jogos que disputam, fossem substituídos por Manilson e Nelinho. Aliás, Nelinho deu  boa resposta no jogo com o Atlético Goianiense em que marcou um, dos quatro golos, na vitória por 5-0.                     
                                                                                  
ADVERSÁRIO DE ANGOLA 
Canadianos auguram melhor desempenho  

O Campeonato do Mundo de futebol de Sub-17 que o Brasil acolhe de 26 do corrente a 17 de Novembro, vai ser aproveitado pela selecção do Canadá, uma das adversárias de Angola, na prova, para avaliar o progresso feito no seu programa de desenvolvimento juvenil na última década e tentar a primeira vitória na prova.
Ausente da Taça do Mundo, em três edição, ou seja, desde 2013, a selecção canadiana vai competir no Mundial de Sub-17 pela quarta vez, depois da estreia em 2009, para alegria do seleccionador Adrew Olivieri que atingiu às meias-finais do último Campeonato da Concacaf.  
“Este grupo tem a chance de realizar o melhor desempenho de uma selecção canadiana na Taça do Mundo Sub-17 da FIFA e colocar a camisola em uma situação melhor”, disse o seleccionador Andrew Olivieri, durante uma entrevista no site oficial da FIFA, em que acrescentou que a competição de Sub-17 “oferecerá uma experiência valiosa para esses jovens jogadores, já que eles disputarão partidas significativas em uma grande competição”.
A selecção do Canadá faz a sua estreia no dia da abertura do campeonato, diante do anfitrião Brasil, vai procurar no \"mundial do samba\" alcançar a primeira vitória, que pode vir a ser no primeiro jogo ou nos outros dois adversários: Angola (dia 29 do corrente) ou Nova Zelândia (1 de Novembro ).  
 Começar o campeonato com o favorito Brasil, no dia 26, anima os comandados de  Andrew Olivieri, que consideram \"um dia especial\\\" o duelo ante os brasileiros, segundo o seleccionador canadiano.  
“É um dia especial (26 de Outubro) e acho que o que estes jovens já conquistaram, levando-nos a uma Taça do Mundo Sub-17 da FIFA, é uma ficha que realmente vai começar a cair para eles. Isso, diz muito sobre o que podemos conseguir como país, quando trabalhamos tão duro, juntos. Alguns (jogadores) já me mandaram mensagens sobre como estão empolgados e felizes de terem uma primeira partida tão boa”, avançou Olivieri, em entrevista ao The Canadian Press. 
Segundo ainda o seleccionador do Canadá, pelo que os seus rapazes fizeram até agora, é inútil pedir mais, principalmente, para o jogo de estreia com um forte adversário.  
“Não acho, que dê para pedir mais do que jogar com uma equipa da qualidade do Brasil. Mas fazer isso, no jogo de abertura, é ainda mais especial para eles. É empolgante”, referiu.