Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Supertaa para todos os gostos

Jorge Neto - 01 de Agosto, 2019

Os jogos entre o 1 de Agosto e o Desportivo da Hula, sempre estiverem revestidos de grande dificuldades para ambos os conjuntos e, desta, quis o destino que se encontrassem, de novo, na abertura da poca, amanh, a partir das 15h30, no estdio do Ferro

Fotografia: Aro Martins

Os jogos entre o 1º de Agosto e o Desportivo da Huíla, sempre estiverem revestidos de grande dificuldades para ambos os conjuntos e, desta, quis o destino que se encontrassem, de novo, na abertura da época, amanhã, a partir das 15h30, no estádio do Ferrovia do Lubango, para a disputa da primeira partida  da Supertaça.
Depois de fazerem a dobradinha na época passada, os pupilos de Dragan Jovic ambicionam entrar com o pé direito, na abertura das novas competições, tendo consciência de que um bom resultado, no terreno do adversário, abre-lhe as portas para triunfar no desafio da segunda mão, na próxima segunda-feira, às 17h00, no estádio dos Coqueiros. 
Nestes desafios, a equipa técnica terá o desfalque do avançado Dagó, lesionado, e do central Jó, que está ao serviço dos Palancas Negras, mas contarão com o resto do plantel disponível, para atacar o primeiro troféu da época.Na condição de campeão nacional e vencedor da Taça de Angola, o 1º de Agosto reconhece que o favoritismo está do seu lado, mas, ao mesmo tempo, terá de provar em campo este prognóstico, se quiser sair do estádio do Ferrovia com um resultado animador.
Será o primeiro jogo oficial da formação do rio seco sem o médio-trinco Show, que rumou para o Lille de França, onde vai abraçar um novo desafio, desta na Europa, depois de conquistar três títulos com a camisola rubro e negra. Por outro lado, será a estreia do camaronês Leonel Yombi ao serviço dos agostinos e, consequentemente, a primeira vez que enfrenta os seus ex-colegas de equipa.
No histórico entre os dois conjuntos, a formação orientada por Dragan Jovic soma oito triunfos, seis empates e apenas uma derrota, em jogos referentes ao Girabola e na Taça de Angola. As duas equipas nunca se defrontaram na Supertaça, sendo esta a primeira vez que o farão.
Os golos marcados em casa do adversário, contam a dobrar para o sistema de desempate na prova. Se prevalecer a igualdade no jogo da segunda mão, durante os noventa minutos haverá um prolongamento de quinze minutos, em cada parte e caso se mantenha o empate, o vencedor será encontrado através das marcação de grandes penalidades.

MOTIVAÇÃO
Médio direito “da casa” destaca moral do grupo


O médio direito do Desportivo da Huíla, Milton, disse que o grupo está lisonjeado, de poder fazer este jogo de abertura ao campeonato, diante do "poderoso" 1º de Agosto, por terem sido finalistas vencidos da Taça de Angola, pelo mesmo adversário.
Assegurou, que o grupo está todo motivado e com a moral muito alta, para poder começar bem o campeonato e o Desportivo da Huíla sair em vantagem, já neste jogo da primeira mão da Supertaça.O jogador reconheceu, em conferência de imprensa realizada terça-feira na sede social do clube, que o 1º de Agosto é um adversário muito forte e prometem entrar neste desafio, para contrariar ao máximo o favoritismo da equipa contrária.
"Com relação a esse jogo que se avizinha, o grupo está motivado e com a moral muita alta, para podermos começar bem o campeonato e sairmos em vantagem já neste jogo. O 1º de Agosto é um adversário muito forte. Então, nós vamos tentar contrariar o máximo e fazer tudo, para podermos ganhar este jogo", assegurou.
Milton tranquilizou sobre o cenário histórico vivenciado em jogos com o 1º de Agosto, na edição passada do Girabola, para os adeptos e sócios tirarem isso nas suas mentes, porque desta vez será para entrar a jogar e vencer. "Esta época é nova. Por isso, vamos entrar diferentes, para que possamos ganhar  em nossa casa, de modos a que na segunda mão, no terreno do adversário, a gente consiga os objectivos preconizados", disse.
Acrescentou para os adeptos sempre cépticos, quando a equipa do Desportivo da Huíla defronta o 1º de Agosto, que a única mensagem predominante no seio do grupo é que “temos consciência de ser um jogo muito difícil” para se ganhar. "Não foge à regra, é um desafio como os outros. E desta vez é mesmo para ganhar. Por ser o primário jogo de abertura da época, queremos conquistar a confiança dos nossos adeptos e sócios”, apontou.
O jogador ressaltou, que o entrosamento entre colegas novos e antigos está a ser muito boa. "Os colegas estão dentro do sistema do grupo", destacou.
        GAUDÊNCIO HAMELAY, no Lubango