Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Temos de ser superior em todos os aspectos

Paulo Caculo - 29 de Junho, 2019

Mrio Calado acredita, por outro lado, que se seleco manter a compactao, bem como do ponto de vista ofensivo libertar muito mais os jogadores para algumas aces individuais

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

O ex-seleccionador nacional de futebol de honras, Mário de Sousa Calado, afirmou ontem, ao nosso jornal, que se Angola quiser vencer o jogo desta tarde, diante da Mauritânia, terá de ser superior ao adversário em todos os aspectos.
De acordo ainda com o experiente treinador, a Selecção Nacional enfrentará dificuldades neste reencontro com os mauritanianos, sobretudo em virtude de se tratar de um adversário que vem de uma derrota, na jornada inaugural, frente ao Mali e que não estará disposto a averbar nova derrota, sob risco de hipotecar as possibilidades de continuar em prova.
“Julgo que vai ser um jogo muito difícil para nós, muito embora, quem vem de um empate com a Tunísia pressupõe um resultado positivo a posterior. Mas é preciso respeito ao adversário e, acima de tudo, não pensar que somos superiores”, disse.
A selecção da Mauritânia - acrescenta Mário Calado - apesar de perder o seu primeiro jogo, deixou indicativos muito positivos em relação ao seu espírito combativo, querer e tenacidade, mesmo nos momentos difíceis.
“Estas foram referências muito positivas que observei desta equipa da Mauritânia. Se nós, efectivamente, pretendemos alcançar um resultado positivo, temos de ser superiores a eles em todos os aspectos”, afirmou.
Mário Calado acredita, por outro lado, que se selecção manter a compactação, bem como do ponto de vista ofensivo libertar muito mais os jogadores para algumas acções individuais, no sentido de explorarmos as capacidades individuais dos atletas, está em crer que terá vantagem neste jogo.