Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Todos pela mesma causa

Paulo Caculo - 09 de Novembro, 2019

Seleco Nacional deu ontem incio aos trabalhos de preparao para o jogo desta quarta-feira no estdio 11 de Novembro

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

O primeiro dia de trabalhos da Selecção Nacional de futebol de honras, tendo em vista o jogo frente à Gâmbia, agendado para quarta-feira às 20H00, no estádio 11 de Novembro, esteve marcado por muitas ausências. Apenas 12 dos 25 jogadores convocados participaram da sessão de treinos realizada ontem, no Estádio dos Coqueiros.
Contribuiu para que o seleccionador nacional dos Palancas Negras trabalhasse com o grupo reduzido, o facto da concentração acontecer antes da Data-FIFA, que começa apenas a partir de segunda-feira, motivo que condiciona a cedência, por parte dos clubes, dos jogadores que actuam no exterior para as respectivas selecções.
Além da ausência justificada dos atletas da diáspora, Pedro Gonçalves não pode contar, igualmente, com as presenças de Macaia, Paizo e Landu, por razões desconhecidas.
Exercícios de recuperação física dominaram a primeira sessão de trabalhos da selecção. Coube a Love Cabungula, técnico-adjunto, coordenar os ensaios físicos, enquanto o seleccionador liderou os treinos com bola. A preparação foi antecedida de uma conversa entre o grupo de trabalho.
Os convocados ficam completos apenas a partir de segunda-feira, altura em que começam a integrar os trabalhos os atletas provenientes da Europa e Egipto. Nessa altura, o seleccionador deve dar início aos ensaios de construção das situações de jogo, bem como dos prováveis titulares para o jogo de quarta-feira. Amanhã o grupo volta a trabalhar nos Coqueiros, às 16H00. 
Treinaram às ordens de Pedro Gonçalves e Love Cabungula os atletas Tony Cabaça (1º de Agosto) e Nsesani (Académica do Lobito), Além (Petro de Luanda), Herenilson (Petro de Luanda), Ito (Interclube), Diógenes (Petro de Luanda), Nandinho (Progresso), Isaac (1º de Agosto), Quinito (Interclube), Wilson Gaspar (Petro/Luanda), Yano (Petro/Luanda), e Mano Calesso (Interclube).
Angola  procura a sua próxima presença no CAN, depois das participações nas edições de 1996 (África do Sul), 1998 (Burkina Faso), 2006 (Egipto), 2008 (Ghana), 2010 (Angola), 2012 (Gabão e Guiné Equatorial), 2013 (África do Sul). Falhou as últimas três edições: 2015 (Guiné Equatorial), 2017 (Gabão) e 2019 (Gabão).