Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Tony Cabaa reala unio do conjunto

Betumeleano Ferro - 29 de Setembro, 2018

Guarda-redes militar v unio em vez de mrito pessoal na conquista em Lubumbashi onde a equipa passou para as meis-finais

Fotografia: Santos Pedro | Edio Novembro

O sítio da Confederação Africana de Futebol (CAF) e todos os comentários feitos, apontaram o guarda-redes Tony Cabaça como o herói da qualificação do 1º de Agosto, às meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Africanos. As opiniões são unânimes, menos para o atleta de 32 anos de idade.
\"A união é que nos colocou até onde estamos, é uma das coisas boas que temos no nosso plantel, é isso o que tem feito a diferença\", revelou.
Tony Cabaça assegurou que o lema \"um por todos, todos por um\" é mesmo realidade no balneário do campeão nacional, o espírito de abnegação faz com que todos coloquem os interesses do colega acima dos seus.
\"É isso que nos tem tornado forte, o nosso balneário está unido, todos querem jogar, ninguém gosta de ficar no banco, mas isso não nos impede de sermos unidos, é essa união que tem ajudado a obter os nossos objectivos\", enalteceu.
O 1º de Agosto tem um plantel formado por atletas de vários nacionalidades, mas todos têm o mesmo pensamento \"nos bons e maus momentos\", pois como ele mesmo realça, ninguém se considera superior apenas porque joga.Por causa dessa maneira de pensar, o guarda-redes Tony Cabaça revelou que o 1º de Agosto tem atletas lesionados, mas todos eles são tratados como se estivessem no activo.
 \"Ninguém é posto de lado, porque todos se preocupam com todos, até quando chegamos para treinar, passamos no departamento médico, para saber dos que estão a receber tratamento\", elogiou.
O agora herói militar já sentiu na pele, a grandeza da união existente no plantel, ele contou que andou algum tempo lesionado e uma das melhores recordações foi receber a visita de Neblu, seu principal concorrente na titularidade das balizas.
\"Ele (Neblu) estava preocupado comigo, ia ao departamento médico me ver, queria saber da minha recuperação, isso é união\", reafirmou. A união é diferente de um mar de rosas, assim Tony Cabaça considerou normal que, por diversas razões, haja desentendimento, mas o mais importante é a rápida resolução do problema, para que não contamine os demais.
\"Até mesmo onde há muita gente há discórdia, mas aqui as coisas são bem diferentes, é uma das boas coisas que nós temos, não permitimos que esse tipo de coisa nos afecte\", argumentou.
Um dos mais influentes do plantel, também por causa antiguidade, o guarda-redes já passou por todas as experiências possíveis na equipa que o formou, algumas vezes ele foi emprestado para rodar em equipas como ASA e Desportivo da Huíla. Mas sempre que a porta do regresso foi reaberta, o ambiente permaneceu o mesmo.  \"Esse é um velho hábito que existe nessa equipa, mesmo antes de termos todo esse sucesso, as coisas já eram assim\", concluiu.