Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Torneio Joo Julio comea em Itlia com presena angolana

Manuel Neto - 26 de Março, 2018

Graas iniciativa de Julio a equipa angolana ir depois a Frana e Suca disputar jogos amigveis

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A equipa de Sub-18, da Academia  de Futebol Norberto de Castro do Humano, segue hoje, às 13 horas  para Lisboa,  em trânsito para a Itália, palco do Torneio Pasquale de Belinzona na categoria, que começa  a ser disputado a partir de quinta-feira até 6 de Abril próximo.
No torneio  participarão também equipas  cotadas no ranking do futebol internacional,  tais como  a formação  Twente da Holanda, Futebol Clube Atalanta da Itália e a  Selecção da Suíça(Tem Ticimo). A comitiva que é composta por 24 atletas e quatro técnicos, vai depois, em digressão, em outros países, onde realizará jogos amistosascom  equipas locais, nomeadamente, Sochou  e Metyz (França)  Basileia (Suíça)  e Inter de Milão de Itália.O projecto é de autoria de João Julião,  angolano  agente de jogadores residente na Suíça, em parceria com a Escola Norberto de Castro, e visa promover o futebol angolano na arena internacional.
De acordo com Julião,  Angola muito clama por actividades do género o que tem sido um calcanhar de Aquiles, a julgar pela falta de apoio que as pessoas de direito não prestam nesta franja importante para o desenvolvimento integral deste desporto.
Assegura que o torneio será mais valia para o país  porque, a seu ver, Angola tem muitos talentos, tendo particularizado a província do Huambo  como a que mais massa humana e vontade tem demonstrado na prospecção de talentos.
\" O projecto  é extensivo  ao país. Aliás  no exterior, nos dias de hoje,  fala-se muito dos angolanos. Agora é preciso  termos coragem e  vontade para mostrarmos ao mundo. Te tenho a certeza que Angola vai ganhar muito com esta iniciativa\", disse. O  agente lamenta a falta de apoio na formação numa altura em que a Federação Internacional de Futebol (FIFA) apoia o país com verbas para trabalhos nesta área.
Julião advoga , por isso, que hoje a formação no pais é uma mentira, tudo por causa de meia dúzia de pessoas que só querem sugar os cofres ignorando todos e tudo. \"Até uma bandeira para exibir no acto do desfile do torneio em vista não nos deram, alegando-se a falta de verbas por parte da embaixada, mas, a dada altura, são os mesmos que querem cobrar resultados nas etapas subsequentes. É triste, vamos trabalhar primeiro\", aconselhou.