Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Treinador Tbia deixa o clube Recreativo da Cala

26 de Março, 2015

Tcnico Joo Arsnio Tbia em cinco jogos conseguiu igual nmero de empates frente da equipa do Recreativo da Cala

Fotografia: Francisco Bernado

A direcção do Recreativo da Caála confirmou ontem, em comunicado de imprensa, o técnico Hélder Teixeira como novo treinador da equipa principal de futebol do clube, em substituição de João Arsénio “Túbia”, que orientou os caálenses em cinco jornadas após a saída de Bernardino Pedroto, por motivos familiares. Hélder Teixeira foi um dos adjuntos de Túbia, vai ser coadjuvado por Luís Guerreiro (adjunto), Severino Ulombe “Capessa” (treinador de guarda-redes) e Rui Garcia (preparador físico).

O comunicado de imprensa do clube, presidido por Horácio Mosquito, informa igualmente que o único representante da província do Huambo no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola) rescindiu igualmente contrato com Pedro Pereira, um dos técnicos-adjuntos, assim como com o director-geral do grémio, António Luís Monteiro, este último por razões pessoais. 

A saída de João Arsénio “Túbia” do comando técnico do Recreativo da Caála há muito que era  anunciada, uma vez que após o terceiro empate da equipa no campeonato, a direcção do clube manifestou tal intenção, caso a equipa não conseguisse uma vitória, o que aconteceu, nos jogos subsequentes.

Domingo último, após o empate caseiro com o Sporting de Cabinda (1-1), os membros da direcção do clube e equipa técnica do CRC evitaram a imprensa. Ao passar na zona de entrevistas rápidas, onde os jornalistas aguardavam os técnicos, responsáveis do clubes e jogadores, o treinador João Arsénio “Túbia” disse que não estava autorizado a fazer qualquer declaração.

Acto idêntico foi do presidente de direcção do clube, Horácio Mosquito, que nem sequer parou, mas depois dos jornalistas o seguirem à entrada do balneário também se negou a conceder entrevista.O Recreativo da Caála soma seis empates em igual número de jogos,  o primeiro com o Kabuscorp do Palanca (2-2), sob o comandando técnico de Bernardino Pedroto, e os restantes com o treinador demitido.